22°
Máx
14°
Min

Com recorde paralímpico, Claudiney Batista fatura ouro no lançamento de disco

(Foto: Heusi Action / Gabriel Heusi/ ME) - Com recorde, Claudiney Batista fatura ouro no lançamento de disco
(Foto: Heusi Action / Gabriel Heusi/ ME)

O brasileiro Claudiney Batista dos Santos, de 37 anos, ganhou medalha de ouro e quebrou recorde paralímpico, no lançamento de disco, no início da tarde deste sábado. Ele competiu na classe F56, para cadeirantes e lesões similares. Batista alcançou a marca de 45,33 metros. O recorde anterior era 44,63m.

Sem o membro inferior de uma das pernas, ele já havia ganhado a medalha de prata em lançamento de dardo, na Paralimpíada de Londres, em 2012. Na mesma edição, ele havia ficado em quarto lugar no lançamento de disco. A ambição de Batista era ganhar uma medalha na Paralimpíada do Rio.

O atleta entrou para o atletismo paralímpico em 2007, dois anos após sofrer um acidente de moto, que resultou na amputação da perna esquerda a partir do joelho. Enquanto ele se recuperava no hospital, chegou a receber visitas de alguns atletas paralímpicos, que o convidaram para entrar no esporte. O mineiro, porém, resistiu ao convite por dois anos.

Antes do acidente, ele exercia funções como instrutor em uma academia de musculação, segurança e barman. Porém, sempre se disse um amante do esporte e praticava musculação, futebol, capoeira e jiu-jitsu.

"Conheci o esporte paralímpico, que me fez ter alegria novamente e superar o extremo de minhas limitações. Hoje, tenho o esporte como uma aliado, que me aproxima de novas amizades, melhora ainda mais minha saúde, me traz alegria, motivação para viver e além disso também é minha profissão", disse o atleta.