21°
Máx
17°
Min

Com vibração, seleção masculina de vôlei vence mais uma de virada no Rio

Foto: Alaor Filho/Exemplus/COB - Com vibração, seleção masculina de vôlei vence mais uma de virada
Foto: Alaor Filho/Exemplus/COB

Com saques a mais de 100 km/hora, o Brasil superou o Canadá, na noite desta terça-feira, na segunda partida do time comandado pelo técnico Bernardinho nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, no Maracanãzinho. O embate, entretanto, não foi fácil - a partida foi até o quarto set. A equipe brasileira venceu de virada, novamente, com parciais de 24/26, 25/18, 25/22 e 25/17. Além do melhor desempenho, a seleção reencontrou a emoção, vibrando com os pontos ganhos e chamando a torcida para dentro da quadra.

Assim como na estreia, a seleção perdeu o primeiro set, por erros bobos nos últimos pontos. O Canadá demonstrou resiliência ao longo da partida, disputando todas as bolas e exigindo criatividade dos brasileiros para articular as jogadas e potência na definição do atraque. E, neste momento, apareceu a superioridade do time de Bernardinho.

Com serenidade nos momentos de pressão e entusiasmo nas conquistas mais disputadas, a equipe melhorou o aproveitamento de todos os fundamentos. O saque, a maior crítica da estreia, foi destaque no primeiro set nas mãos de Lucarelli e Éder. O levantador Bruninho soube explorar bem os ataques precisos de Wallace e Lucarelli.

Nas últimas parciais, entretanto, o ritmo do time caiu e os erros voltaram a aparecer. O saque perdeu eficiência e o ataque, a potência. Neste momento apareceram o bloqueio e a defesa brasileira. Serginho foi o alvo principal dos ataques do adversário, mas comprovou que, aos 40 anos, ainda é um dos melhores líberos do mundo. A torcida reconheceu o esforço do atleta, gritando em coro seu nome.

"São vocês que vão empurrar a gente nessa caminhada. Vocês são muito importantes", retribuiu o jogador, pelo telão, no final da partida. Apesar de ter começado em quadra, Lucão visivelmente ainda limitava movimentos e ataques. Ele se recupera de dores no joelho e passou a maior parte do tempo no banco, substituído por Maurício Borges.

Lucarelli foi o maior pontuador do jogo, ao lado do canadense John Perrin, ambos com 13 pontos. Pelo Brasil, Wallace anotou 12 e Maurício Borges contribuiu com 11. O time brasileiro volta ao Maracanãzinho às 22h35 de quinta-feira para enfrentar os Estados Unidos.

Mais cedo, a equipe norte-americana foi derrotada pela Itália por 3 sets a 1, com parciais de 28/26, 20/25, 25/23 e 25/23. Ainda pelo mesmo Grupo A, a França derrotou o México por 3 sets a 0, com parciais de 25/18, 25/12 e 25/22.

Com estes resultados, a Itália lidera a chave, com seis pontos. O Brasil tem a mesma pontuação, mas leva desvantagem nos critérios de desempate e aparece em segundo. Canadá e França vêm logo atrás, com três pontos cada. Estados Unidos e México ainda não pontuaram.