28°
Máx
17°
Min

Comitê Olímpico da Rússia confirma participação de 271 atletas na Olimpíada

Foto: AFP - Comitê Olímpico da Rússia confirma participação de 271 atletas
Foto: AFP


O Comitê Olímpico da Rússia confirmou na noite desta quinta-feira a participação de 271 atletas do país nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Mesmo com a denúncia de doping estatal, a maior parte dos competidores inscritos para a competição têm presença assegurada na Olimpíada. Antes do escândalo de doping, a Rússia cogitava enviar ao Rio uma delegação de 387 esportistas.

Alexander Zukhov, presidente do Comitê Olímpico Russo, confirmou a lista final. Os nomes serão divulgados nesta sexta-feira. "Temos boas notícias aos fãs do time olímpico da Rússia: a maioria dos esportistas foram admitidos [na competição]", declarou o dirigente russo.


O alemão Thomas Bach, presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), havia declarado, em entrevista coletiva horas antes que todos os procedimentos foram tomados para que se chegasse a uma decisão justa. Foi criado um painel com três membros do comitê executivo da entidade para que tomasse a decisão final, levando em conta a recomendação de um juiz desportivo independente.

A forte redução no número de russos competindo no Rio se deve ao esquema de doping sistemático revelado pela Agência Mundial Antidoping nos últimos meses. O esquema contava até com aval e apoio de autoridades do governo. O atletismo foi a primeira modalidade descoberta, mas a entidade também constatou irregularidades em outros esportes. Por isso, pediu o banimento total da Rússia na Olimpíada.

O Comitê Olímpico Internacional (COI) não acatou o pedido, mas impôs restrições à participação dos russos no Rio de Janeiro. Na prática, a entidade "terceirizou" para as federações esportivas de cada modalidade a decisão sobre liberar ou não os atletas russos.

Para tanto, o COI determinou que as federações devem excluir qualquer esportista previamente flagrado em exame antidoping ou que foi implicado no relatório divulgado na semana passada pela Wada - que detalhou o encobrimento de casos de uso de substâncias proibidas.

Algumas federações adotaram uma linha dura, com a exclusão total (caso do atletismo) ou de grande parte da equipe russa de eventos como remo, canoagem e natação. Outros esportes, como judô e tênis, permitiram que todos pudessem competir.