22°
Máx
17°
Min

Contra Olimpíada, grupo de hackers invade sites do Estado e da prefeitura do Rio

O grupo afirma que hackeou os sites como forma de protesto (Foto: Reprodução) - Grupo de hackers invade sites do Estado e da prefeitura do Rio
O grupo afirma que hackeou os sites como forma de protesto (Foto: Reprodução)

O grupo de hackers Anonymous Brasil, que pratica ativismo cibernético, afirmou nesta terça-feira ter derrubado sites e roubado dados vinculados ao governo do Estado e à prefeitura do Rio, como forma de protesto contra a Olimpíada.

Em seu perfil no Twitter, o Anonymous Brasil disse ter derrubado os portais da Ouvidoria da Polícia, da Gestão de Recursos do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), do Geo Rio (ligado ao Instituto Pereira Passos), do Instituto de Segurança Pública, da Comlurb e Internet Comunitária. O site da gestão de Recursos do CPB, no entanto, está abrindo normalmente. Os demais estão fora do ar.

O grupo também postou um link para a página http://pastebin.com/iWTv7mxJ, em que afirma que estão expostos seis bancos de dados hackeados. Nas redes sociais, o Anonymous está usando a hashtag #OpOlympicHacking para divulgar a operação de protesto contra os Jogos Olímpicos.

No dia 5 de agosto, o grupo de hackers publicou, em sua página no Facebook, uma mensagem criticando a realização da Olimpíada no Rio, afirmando que ela esconde a violência que afeta as populações mais vulneráveis. "Por isso mesmo, daremos continuidade às nossas operações que visam desmascarar as inumeras ações arbitrárias daqueles que são Estado e, por conseguinte, inimigos de sua própria população", conclui o texto.

O Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio de Janeiro (Proderj) informou que o domínio rj.gov.br está sofrendo um intenso ataque de hackers. "Por precaução, para evitar uma invasão aos portais, alguns sites foram retirados do ar. A autarquia trabalha em caráter emergencial para normalizar o acesso às páginas o mais rápido possível", afirma a nota divulgada.

A IplanRio, empresa municipal que administra a área de Tecnologia da Informação da prefeitura, esclareceu que nenhum dado foi suprimido da base do município. Em nota, afirmou que técnicos estão trabalhando para normalizar os sites o mais rapidamente.