22°
Máx
14°
Min

Coreia do Sul bate Japão na primeira partida do vôlei feminino no Rio

(Foto: Agência Brasil) - Coreia do Sul bate Japão na primeira partida do vôlei feminino no Rio
(Foto: Agência Brasil)

Em jogo de muitos erros e nervosismo das jogadoras, a seleção feminina da Coreia do Sul venceu o Japão por 3 sets a 1 neste sábado, com parciais de 19/25, 25/15, 25/17 e 25/21. A vitória aconteceu após virada no segundo set, quando as sul-coreanas conseguiram acertar a defesa com bons bloqueios. Mesmo com ingressos quase esgotados, o ginásio do Maracanãzinho só entrou no clima dos jogos a partir do terceiro set, após atrasos e filas na entrada da arena.

Os torcedores levaram, em média, 20 minutos para entrar na arena, mas não houve confusão. A revista feita por agentes da Força Nacional de Segurança retirava das mochilas de torcedores desde alimentos até o popular "pau de selfie", o bastão para fotos no celular.

No ginásio, a torcida brasileira apoiou a seleção japonesa, mas, em quadra, a equipe coreana mostrou superioridade. O destaque da partida foi a jogadora Hyo Jin Yang, de 28 anos, responsável por seis bloqueios na partida. Versátil e alta, a atleta também foi destaque nos ataques pelo meio de rede.

O Japão ganhou o primeiro set por 25 a 19, mas não conseguiu vencer a defesa bem montada da Coreia que venceu os sets seguintes por 25 a 15, 25 a 17 e 25 a 22. As equipes integram o grupo A da competição, o mesmo do Brasil. Na segunda-feira, a Coreia enfrenta a Rússia.

A vitória sul-coreana foi comemorada ao som de Buk e Jangu, instrumentos tradicionais do país, trazidos para o ginásio por um grupo de torcedores de São Paulo. Clemencio Cha, paulistano de 60 anos e descendente de sul-coreanos, era um dos integrantes do grupo cultural Sa Mul Nori, que acompanhou a partida. "É como um tambor, mas diferente. Ficamos felizes de unir a nossa cultura coreana à brasileira", disse o torcedor.