28°
Máx
17°
Min

Após Atenas-2004, Jaoude dá vaga olímpica inesperada ao Brasil na luta

(Foto: Divulgação) - Após Atenas-2004, Jaoude dá vaga olímpica inesperada ao Brasil na luta
(Foto: Divulgação)

O Pré-Olímpico das Américas de Luta foi encerrado no final da noite de domingo, em Frisco, nos Estados Unidos, e trouxe como grande surpresa positiva para o Brasil uma inesperada vaga nos Jogos do Rio-2016 no estilo greco-romano da modalidade. E ela veio com Antoine Jaoude, lutador de estilo livre, que acabou substituindo de última hora Eduard Soghomonyan, armênio naturalizado brasileiro, que passou mal na pesagem da categoria até 130kg e foi vetado pelos médicos da competição.

Eliminado na primeira luta da categoria até 125kg no dia anterior, Antoine Jaoude, de 39 anos, surpreendeu ao conseguiu ir à final da categoria até 130kg da luta grego-romana. Após ir aos Jogos de Atenas-2004, quando participou da luta estilo livre, ele começou o domingo nos Estados Unidos superando o hondurenho Randyl Martinez por encostamento.

Em seguida, na luta que valia uma vaga olímpica, o brasileiro saiu perdendo por 1 a 0 para o chileno Andres Ayub, mas depois reagiu e terminou o combate com a vantagem de 7 a 1, garantindo ao País o retorno do estilo greco-romano em uma edição de Jogos Olímpicos, o que não acontecia desde quando Floriano Spiess defendeu o País neste estilo da modalidade em Seul-1988.

Na final, Jaoude encarou o venezuelano Erwin Cabrera, mas acabou sendo superado por 8 a 0 e ficou com a medalha de prata. Entretanto, o seu grande feito já estava assegurado e agora o Brasil apenas definirá quem será o seu representante na luta grego-romena da Olimpíada de 2016.

Como Soghomonyan não pôde participar do Pré-Olímpico de Frisco por motivos clínicos, a Confederação Brasileira de Wrestling, em acordo com Jaoude, decidiu que irá promover uma seletiva entre os dois. E isso foi combinado antes mesmo de Jaude lutar neste domingo. Esta seletiva ainda terá a sua data definida.

Com a vaga obtida por Jaoude, o Brasil fechou o Pré-Olímpico com quatro categorias classificadas ao Rio-2016 por meio da competição em Frisco, o que já representa um recorde de participantes do País em numa edição de Olimpíada. Antes de Jaoude, o Brasil também assegurou vagas nas categorias até 58kg, até 63kg e até 69kg no estilo livre feminino nos Estados Unidos. Para completar, Aline Silva já havia obtido uma vaga olímpica para o País na categoria até 75kg do estilo livre feminino no Campeonato Mundial Sênior deste ano. Ou seja, até o momento já são cinco brasileiros classificados aos Jogos na luta.

Nos Estados Unidos, Joice Silva (até 58 Kg), Lais Nunes (até 63Kg) e Gilda Oliveira (ate 69kg) foram as brasileiras que conquistaram as vagas olímpicas ao atingir a final de suas categorias no Pré-Olímpico das Américas, que depois contou com Jaoude surpreendendo e também fazendo história para o País.

Os brasileiros ainda disputarão mais duas seletivas da luta que valerão vagas na Olimpíada. A primeira delas será na Mongólia, entre os dias 22 e 24 de abril. Já a segunda e última ocorrerá entre 6 a 8 de maio, na Turquia.