21°
Máx
17°
Min

Cortado da seleção, Prass chega a SP abatido: 'Agora é pensar em recuperar'

(Foto: Assessoria CBF) - Cortado da seleção, Prass chega a SP abatido
(Foto: Assessoria CBF)

Um dia depois de ver ruir o sonho de disputar a Olimpíada pela seleção brasileira, o goleiro Fernando Prass desembarcou bastante abatido neste domingo pela manhã em São Paulo. O jogador de 38 anos foi cortado da delegação por conta de uma lesão no cotovelo direito e, agora, só pensa em se recuperar para voltar a vestir a camisa do Palmeiras.

"Agora tenho que pensar em me recuperar e pensar no Palmeiras. Volto para casa agora, graças a Deus tenho esse clube me acolheu muito bem, meus companheiros, a torcida. E a recuperação a gente não sabe ainda, mas provavelmente vai ser um pouco longa. A única coisa agora é pensar em recuperar bem. Sem pensar em prazo, apenas recuperar bem", declarou no desembarque.

Prass foi oficialmente cortado da seleção na madrugada de sábado para domingo, após sofrer uma nova fratura no cotovelo direito, o mesmo que operou em 2014, quando ficou cinco meses afastado dos gramados. A decisão de vetá-lo já havia sido tomada durante a tarde, mas somente após a realização de exames médicos mais detalhados, foi confirmada.

O goleiro sofreu a fratura durante o aquecimento no estádio Serra Dourada para o jogo em que a seleção olímpica venceu o Japão por 2 a 0 - já era certo que ele não atuaria, para ser poupado. Sentiu ao levantar o braço para fazer uma defesa. Ele havia machucado o cotovelo direito na segunda-feira, na Granja Comary (Teresópolis). Seu quadro foi evoluindo durante a semana, a ponto de o técnico Rogério Micale ter dito que ele só não jogaria contra o Japão para não correr riscos. Mas a nova contusão mudou totalmente o quadro.