24°
Máx
17°
Min

Dueto do Brasil fica em 13º e está fora da final do nado sincronizado no Rio-2016

(Foto: COB) - Dueto do Brasil fica em 13º e está fora da final do nado sincronizado
(Foto: COB)

O dueto do nado sincronizado do Brasil falhou na tentativa de se classificar para a final da prova nos Jogos Olímpicos do Rio. Nesta segunda-feira, Luisa Borges e Duda Miccuci terminaram a fase de classificação do evento, realizada no Centro Aquático Maria Lenk, em 13º lugar, a uma posição da vaga na disputa de medalhas.

Com esse desempenho, Luisa Borges e Duda Miccuci repetiram o resultado alcançado nos Jogos de Londres, em 2012, pelo dueto brasileiro, que naquela oportunidade foi formado por Lara Teixeira e Nayara Figueira. E agora elas ficarão como reservas da final no Rio.

As brasileiras fecharam a disputa com um total de 167,3341 pontos, cerca de 3 atrás da dupla da Áustria, formada pelas irmãs gêmeas Anna-Maria e Eirini-Marina Alexandri, com 170,3304. No último domingo, na disputa da rotina livre do dueto, as brasileiras somaram 84,0333 pontos, resultado que as deixou em 13º lugar na classificação.

Nesta segunda-feira, então, foi a vez da disputa da rotina técnica. E as brasileiras somaram apenas 83,3008 pontos, com a utilização do tema capoeira. O desempenho foi o 14º melhor entre todas as duplas e deixou Luisa e Duda na 13ª posição na somatória das notas dos dois dias.

As eliminatórias foram lideradas por Natalia Ischenko e Svetlana Romashina, com 194,5244 pontos, da Rússia, país que ganhou o ouro no dueto do nado sincronizado nas últimas quatro edições da Olimpíada. As chinesas Xuechen Huang e Wenyan Sun (191,4355) ficaram em segundo lugar e as japonesas Yukiko Inui e Risako Mitsui (187,5214) ocuparam a terceira posição na fase classificatória. A final está agendada para esta terça-feira, às 14 horas.

O Brasil volta a competir no nado sincronizado na próxima quinta-feira, quando vai começar a disputa por equipes com a realização da rotina técnica.