24°
Máx
17°
Min

Em Curitiba, a tocha olímpica terá 169 condutores em revezamento de 35 quilômetros

Tudo pronto para a passagem da tocha olímpica por Curitiba

A organização da passagem da tocha olímpica por Curitiba, reuniu a imprensa na manhã desta terça-feira (12), para tratar dos últimos detalhes do evento. Ao todo, 160 pessoas irão conduzir a tocha, pelos 35 quilômetros.

A organização afirma que o evento, terá custo aproximado de R$ 27 mil. “Isso considerando o seguro obrigatório de responsabilidade civil, exigido pelo Comitê Olímpico do Rio de Janeiro e, contratação de seguranças, bandas, equipamentos de som e tudo o mais para a festa de encerramento que acontecerá na Pedreira Paulo Leminski”, disse Eros Matoso, assessor técnico da Secretaria de Esportes.

A segurança foi pensada para garantir que tudo aconteça da melhor forma possível, sem incidentes, tanto, que a possibilidade de o fogo olímpico ser ‘apagado’ por aqui, está praticamente descartada pela organização, que afirmou que “Não tem como isso acontecer, temos segurança e policiamento treinados para evitar isso”.

Revezamento

Entre os participantes do revezamento, estão nove integrantes da Ong Asid Brasil, fundada para ajudar pessoas com deficiência. Alexandre Amorim, um dos fundadores, contou que serão nove crianças revezando a tocha e representando a entidade. “É um reconhecimento do nosso trabalho, e para eles é a maior alegria. Eles estão ensaiando há meses, teremos cadeirantes, pessoas com Down, deficientes intelectuais”, disse.

O evento acontece em Curitiba na quinta-feira (14), vinda de São José dos Pinhais e seguindo para Fazenda Rio Grande, Rio Doce, Araucária, Campo Largo e Ponta Grossa.

Colaboração Paula Caroline Schreiber