27°
Máx
13°
Min

Equipe italiana vai substituir russos no ciclismo de pista após suspensão

A equipe italiana de ciclismo de perseguição (pista) vai substituir o time russo, suspenso na esteira do mega escândalo de doping daquele país, nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. A decisão foi anunciada nesta sexta-feira depois que a Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) confirmou a punição aos ciclistas russos.

Kiril Sveshnikov, Dmitry Sokolov e Dmitry Strakhov perderam a chance de competir no Rio quando a CAS rejeitou apelo deles para anular a suspensão. O trio foi citado diretamente no Relatório McLaren, que descreveu o doping sistemático no esporte russo, que contava até com apoio de autoridades do governo.

Com a suspensão do trio, a União Ciclística Internacional consultou o Comitê Olímpico Internacional (COI) antes de confirmar os italianos na vaga. Desta forma, os ciclistas Filippo Ganna, Liam Bertazzo, Simon Consonni e Francesco Lamon vão embarcar para o Brasil nos próximos dias para se juntar a Elia Viviani, que já está no Rio para competir na prova omnium do ciclismo de pista.