21°
Máx
17°
Min

Evânio da Silva é prata no Rio e dá 1ª medalha ao Brasil no halterofilismo

(Foto: Brasil 2016) - Evânio da Silva é prata no Rio e dá 1ª medalha ao Brasil
(Foto: Brasil 2016)

O Brasil conquistou nesta terça-feira a sua primeira medalha na história dos Jogos Paralímpicos no halterofilismo. O feito, alcançado no Pavilhão 2 do Riocentro, foi de Evânio Rodrigues da Silva, que assegurou a prata na disputa masculina até 88kg da Paralimpíada do Rio.

O baiano, de 32 anos, ergueu 210kg na segunda das três tentativas de levantamento na final desta terça. A marca foi a mesma do mongol Sodnompiljee Enkhbayar, mas Evânio acabou assegurando a prata por ter peso corporal inferior ao do asiático - 86,35kg a 87,53kg -, que precisou se contentar com a medalha de bronze.

Antes do levantamento que lhe garantiu a prata, Evânio havia conseguido erguer 205kg. Depois, falhou na tentativa de 215kg. A medalha de ouro acabou ficando com Mohammed Khalaf, dos Emirados Árabes Unidos, que ergueu 212kg na primeira tentativa e 220kg na segunda - ele falhou ao tentar erguer 226kg, mas isso não evitou a sua vitória.

Esta foi a primeira participação de Evânio nos Jogos Paralímpicos. O baiano começou a competir no halterofilismo em 2008 e ficou em sexto lugar no Mundial de 2014 na categoria até 88kg. Em 2015, o brasileiro foi ouro nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto na categoria até 80kg. Agora garantiu a primeira medalha do Brasil no halterofilismo na história da Paralimpíada.