22°
Máx
17°
Min

Ex-entregador de folhetos se classifica para a Olimpíada na 2ª prova da carreira

Altobeli Santos da Silva é o mais novo brasileiro qualificado para os Jogos Olímpicos do Rio. O fundista, de 25 anos, obteve o índice para o Rio-2106 ao vencer os 3.000m com obstáculos na quinta etapa do Campeonato Paulista, domingo, em São Bernardo do Campo (SP), na segunda vez que se arriscou nessa distância. Atleta da Associação Riopretense Pró Atletismo, ele marcou 8min28s56, mais de 50 segundos mais rápido que o segundo colocado da prova e abaixo também do índice exigido pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt): 8min30s cravados.

Altobeli recebeu seu nome graças a uma homenagem a Alessandro Altobelli, um dos atacantes da seleção italiana que conquistou a Copa de 1982. Em 2013, o jornal O Estado de S. Paulo contou sua história.

O hoje atleta qualificado para a Olimpíada distribuía folhetos de ofertas de supermercados de porta em porta em Catanduva (SP) quando conheceu o atletismo. Inscreveu-se em uma prova de 10km cujo prêmio era uma moto - sonhava com a possibilidade de entregar os folhetos motorizado -, não venceu, mas conheceu ali um professor de educação física, Guilherme Salgado, disposto a treiná-lo.

Agora, aos 25, sete anos depois daquela prova de rua, Altobeli conseguiu o índice de forma muitíssimo improvável: nos 3.0000m com obstáculos, em apenas sua segunda apresentação nessa prova. "Pena que corri sozinho. Se tivesse ajuda, acho que teria feito um tempo melhor", avisa.

Ele está sem técnico desde janeiro e alternava corridas de rua com provas de 1.500, 5.000, 10.000 metros. "Resolvi investir nos 3.000m com obstáculos porque todo mundo me diz que corro meio errado e, mesmo assim, consigo bons resultados. Parei de correr na rua em função da Olimpíada e por isso estou mais feliz ainda", disse.

Altobeli também lidera o ranking brasileiro nos 5.000m, com 13min51s85, distante do índice, que é 13min25s cravados. Ele também foi o melhor do País no ano passado nessa distância, com 13min41s17.