22°
Máx
17°
Min

Ex-técnico de Bubka e Isinbayeva encerra carreira com ouro de Thiago Braz

Foto: COB - Ex-técnico de Bubka e Isinbayeva encerra carreira com ouro de Braz
Foto: COB

Há um ano, Thiago Braz estava envolvido na grande polêmica do atletismo brasileiro. Com o apoio do Comitê Olímpico do Brasil (COB), que paga seus salários, o ucraniano Vitaly Petrov convenceu Thiago Braz a deixar tudo para trás no Brasil e partir com ele para sua base de treinamento em Fórmia, na Itália. A movimentação causou o rompimento entre Vitaly e Elson Miranda, marido e treinador pessoal de Fabiana Murer.

Foi a parceria de longa data entre Petrov e Elson, afinal, que alavancou o salto com vara no Brasil. Vitaly foi treinador de Serguei Bubka e Yelena Isinbayeva, entre outros, e passou seu conhecimento para Elson. Os dois, entretanto, se desentenderam no fim de 2013 com relação a questões técnicas de Thiago.

Ao partir para Fórmia, ao lado da saltadora em altura Ana Paula Oliveira, com quem casou, Thiago foi dispensado pelo clube que emprega Elson e Fabiana. Agora, mostra que a decisão foi acertada.

"O Thiago fez um grande trabalho. Ele trilhou o caminho dele e agora se tornou campeão olímpico. Se ficasse, poderia não acontecer, como foi com (Fábio) Gomes e com (Augusto) Dutra. Ele trilhou o caminho dele", disse Petrov, à reportagem do jornal O Estado de S.Paulo.

Como de praxe nas provas de salto com vara, ele acompanhou a disputa da primeira fileira do Engenhão, passando orientações. Distribuiu autógrafos e tirou selfies ao fim da prova, além de receber os cumprimentos de técnicos rivais. A conquista pode ter sido a última da sua carreira, que acaba no ano que vem: "Encerro minha carreira como campeão olímpico."