28°
Máx
17°
Min

Exonerado no Esporte, Leyser vira vice-presidente da Empresa Olímpica Municipal

Ex-ministro interino do Esporte e responsável por coordenar as ações do governo federal para os Jogos Olímpicos do Rio desde o processo de candidatura, Ricardo Leyser vai continuar ligado à organização do evento. Na quarta-feira, ele foi nomeado vice-presidente da Empresa Olímpica Municipal (EOM) pelo prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB).

Leyser, militante do PCdoB de São Paulo há 26 anos, assume o cargo sem levar com ele o partido para a base do governo. A deputada federal Jandira Feghali é pré-candidata à prefeitura do Rio em chapa de oposição ao PMDB.

Na EOM, Leyser deve trabalhar na reta final de preparação para a Olimpíada, ajudando a desatar nós, especialmente com concessionárias e construtoras. As exatas atribuições dele ainda não estão claras, mas Leyser ocupará um cargo abaixo de Joaquim Monteiro, presidente da EOM.

Leonardo Picciani (PMDB-RJ), ministro do Esporte nomeado pelo presidente interino Michel Temer para o lugar que era ocupado exatamente por Leyser, foi consultado sobre a nomeação de seu antecessor, e não colocou entraves. O pai de Leonardo, Jorge Picciani, é o presidente estadual do PMDB no Rio de Janeiro, partido do prefeito Eduardo Paes.