23°
Máx
12°
Min

Fabiana Beltrame se classifica para o Rio-2016, mas não garante participação

Fabiana Beltrame e Steve Hiestand estão classificados para os Jogos do Rio. Ainda assim, eles correm o risco de não participar da Olimpíada. Ambos venceram as respectivas semifinais do Single Skiff na Regata Continental Latino-Americana de Remo, que está sendo disputada em Valparaíso, no Chile, avançaram à final, e, entre os seis primeiros, garantiram vaga ao Rio-2016.

Ambos, entretanto, não têm a participação garantida na prova que vai ocorrer na Lagoa Rodrigo de Freitas. Cada país pode classificar apenas uma embarcação masculina e uma feminina a partir dessa Regata Continental e o Brasil ainda briga pela vaga no Double Skiff Peso-Leve nos dois gêneros. As finais serão na quinta-feira, com três vagas em jogo.

Caso o Brasil também consiga a classificação no Double Skiff Peso-Leve, caberá à comissão técnica escolher que prova prefere disputar na Olimpíada. E, como a vaga é nominal, Fabiana e Steve só poderiam competir no Single Skiff, enquanto que a embarcações do Double Skiff Peso-Leve têm Xavier Vela/Willian Giaretton e Vanessa Cozzi/Fernanda Ferreira.

No feminino, Fabiana Beltrame é ampla favorita, uma vez que tem mais atenção da mídia, é mais experiente e, principalmente, tem melhor "índice de referência" - uma métrica usada pela comissão técnica que consegue comparar os resultados de embarcações diferentes.

Já entre os homens, a disputa é mais parelha. Nascido e criado na Suíça, país que defendia no remo, Steve só há cerca de dois anos passou a representar o Brasil, pátria da mãe. Já Xavier Vela chegou a ganhar medalha em Campeonato Europeu pela Espanha, em 2013, e no ano passado transferiu-se para o Vasco. Ele também tem dupla cidadania e estreou como "brasileiro" em Valparaíso.

De qualquer forma, os dois barcos do Double Skiff Peso-Leve deverão ter dificuldades de se classificar para a Olimpíada. Elas brigam por três vagas contra México, Cuba, Chile, Argentina e Uruguai. Eles têm quase os mesmos rivais, exceto o Uruguai, que perdeu espaço para El Salvador.

O Brasil teria direito a duas vagas por convite na Olimpíada, ambas no Single Skiff, caso não conseguisse classificar nenhum barco. Como garantiu a vaga com Fabiana e Steve, o convite será descartado.