22°
Máx
14°
Min

Federação de judô confirma liberação do COI a atletas russos na Olimpíada

- Federação de judô confirma liberação do COI a atletas russos

A dois dias da estreia de sua modalidade na Olimpíada do Rio, a Federação Internacional de Judô (FIJ) confirmou que o Comitê Olímpico Internacional (COI) liberou, nesta quinta-feira, os atletas russos a disputarem a competição. A autorização prévia já havia sido concedida há pouco mais de uma semana.

Segundo informe publicado no site oficial da FIJ, os atletas russos já haviam sido submetidos a testes antidoping inúmeras vezes. "A Federação Internacional de Judô está muito satisfeita de que todos os judocas russos classificados para os Jogos Olímpicos, testados várias vezes antes dos jogos e limpos, participarão da disputa do judô no Rio", assinalou o comunicado.

Depois do informe da Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês), produzido por Richard McLaren, apontar um esquema generalizado de doping no esporte russo, o COI estabeleceu que cada federação decidiria sobre a exclusão ou não dos atletas. A autorização, porém, precisaria ser revisada pelo próprio COI. Assim, mesmo após a liberação inicial da FIJ, a participação do judocas russos só foi confirmada nesta quinta-feira.

País com grande tradição no judô mundial, a Rússia classificou 11 judocas para a competição - quatro no feminino e sete no masculino. A decisão, entretanto, traz algumas controvérsias. A FIJ é vista como aliada russa em questões esportivas, tanto que seu presidente de honra é Vladimir Putin, o presidente da Rússia.