23°
Máx
12°
Min

Felipe Kitadai avança no judô com golpe nos últimos segundos

(Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CBJ) - Felipe Kitadai avança no judô com golpe nos últimos segundos
(Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CBJ)

A estreia do judô brasileiro nos Jogos Olímpicos do Rio foi uma pequena amostra de que a competição terá um clima "a la Brasil", como gosta de dizer o presidente do Comitê Olímpico Internacional, Thomas Bach. Com o apoio da torcida, que transformou a Arena Carioca 2 em um pequeno estádio de futebol, o brasileiro Felipe Kitadai derrotou o francês Walide Khyar nos últimos segundos e avançou às oitavas da categoria até 60kg.

Bronze nos Jogos de Londres-2012, Kitadai passou sufoco durante praticamente todo o combate com Khyar. O brasileiro cometeu duas faltas logo no primeiro minuto e não conseguia encaixar nenhum golpe. Vendo as dificuldades do judoca da casa, a torcida começou a gritar seu nome e a vaiar o francês. Mesmo que a Arena estivesse com menos da metade do público, parecia um caldeirão.

Sentando na arquibancada, o gestor técnico de alto rendimento da Confederação Brasileira de Judô (CBJ), Ney Wilson, não conseguia esconder a preocupação. O cronômetro parecia correr rapidamente para o fechamento, e no tatame o atual medalhista de bronze sucumbia. Até que, no último segundo, Felipe Kitadai conseguiu derrubar Walide Khyar. O árbitro assinalou um Yuko para o brasileiro. A torcida vibrou como um gol.