21°
Máx
17°
Min

França ignora torcida, bate algoz do Brasil e vai à final no handebol feminino

(Foto: Divulgação/IHF) - França ignora torcida, bate algoz do Brasil e vai à final no handebol
(Foto: Divulgação/IHF)

Nem todo o "olho gordo" da torcida brasileira adiantou nesta quinta-feira. Em um dos jogos mais emocionantes da Olimpíada do Rio até agora, considerando todas as modalidades, a França avançou à final do handebol feminino com uma vitória sobre a Holanda por 24 a 23, na Arena do Futuro, no Parque Olímpico da Barra.

A Holanda teve a chance de empatar a disputa e levá-la para a prorrogação. Com mais de 30 segundos no cronômetro e duas jogadoras a mais, combinou uma jogada pelo meio com a craque Lois Abbingh, uma das melhores do mundo na atualidade. A bola bateu na trave e por pouco não tocou nas costas da goleira.

A Holanda, vice-campeã mundial, foi a responsável pela eliminação do Brasil nas quartas de final. Mesmo assim, contou com a torcida brasileira em peso, num claro reflexo da rivalidade criada depois da vitória de Thiago Braz sobre Renaud Lavillenie no salto com vara.

Os brasileiros que comparecem à Arena do Futuro, entretanto, não saíram chateados. Viram um jogo de altíssimo nível técnico, repleto de jogadas de efeito. Pinau e Lacrabare comandaram a França, com sete e seis gols, respectivamente. Wester, a excelente goleira holandesa, fez 16 defesas durante a partida.

Na outra semifinal, às 20h30, a Noruega, atual bicampeã olímpica e mundial, enfrenta a Rússia para manter o sonho de conquistar o tricampeonato dos Jogos. As russas, entretanto, também são potência da modalidade, com quatro títulos mundiais.