22°
Máx
14°
Min

Grega festeja ouro no salto com vara e minimiza declarações de Isinbayeva

(Foto: Rio 2016) - Grega festeja ouro no salto com vara
(Foto: Rio 2016)

A grega Ekaterini Stefanidi aproveitou a ausência de algumas rivais, o mau desempenho de outras e conquistou a medalha de ouro no salto com vara com um salto de 4,85 metros, na noite desta sexta-feira, no Engenhão. A prata foi para a norte-americana Sandi Morris, que também saltou 4,85m, mas precisou de menos tentativas. Já o bronze ficou com a neozelandesa Eliza McCartney, com 4,80m.

As principais ausentes na disputa foram Yelena Isinbayeva, eliminada em função do escândalo de doping na Rússia, e a brasileira Fabiana Murer, que não superou a fase classificatória. A norte-americana Jennifer Suhr e a cubana Yarisley Silva poderiam disputar o ouro, mas nem sequer passaram de 4,70m.

Mais cedo, Isinbayeva disse que as medalhas do atletismo não seriam autênticas sem a Rússia. E a mais nova nova campeã olímpica do salto com vara respondeu: "Eu não sinto que é um ouro incompleto. O que o resultado diz? Lamento por ela e não só por ela, há outras boas atletas russas no salto com vara também", disse Stefanidi.

A grega também falou da ausência de outras competidoras. "Tem outras boas atletas que não puderam competir por causa de lesões ou [falta de] sorte ou qualquer outra coisa."

A vencedora ainda considerou o pronunciamento de Isinbayeva um pouco desrespeitoso, mas minimizou o caso. "Foi no calor do momento, ela estava chateada. É um pouco desagradável para nós porque não temos nada a ver com essa decisão." E celebrou: "Ainda tem sido uma ótima Olimpíada para mim".

Medalhista de prata, Sandi Morris também ficou incomodada com o desdém da russa recordista mundial. "Nós todas trabalhamos tanto para chegar até aqui. Isso machuca porque eu a admirava quando estava crescendo, esses comentários são dolorosos", declarou.