22°
Máx
17°
Min

Handebol do Brasil ganha confiança com vitória de peso, mas mantém pés no chão

(Foto: Arquivo/CBhb) - Handebol do Brasil ganha confiança com vitória de peso
(Foto: Arquivo/CBhb)

As longas filas fora do Parque Olímpico atrapalharam a chegada do público, mas quando a Arena do Futuro começou a lotar, após intervalo, o Brasil cresceu junto com a massa e, em um verdadeiro caldeirão, venceu por 31 a 28 a Noruega, na estreia da seleção feminina de handebol nos Jogos do Rio, ganhando confiança para a sequência da Olimpíada, como destacaram as atletas, embora tenham mantido os pés no chão.

O adversário é o atual bicampeão olímpico - algoz do Brasil nas quartas de final em Londres - e campeão mundial, mas parecia não saber como furar a defesa da casa. "É muito bom começar com um resultado positivo, é uma vitória que dá confiança. Mas não ganhamos nada ainda e precisamos continuar assim para nos classificar", disse a ponta Fernanda.

Até o técnico rival enalteceu a seleção feminina. "Gostaria de parabenizar o time brasileiro, que é candidato a ganhar a Olimpíada, pois tem um time muito forte. É uma competição longa, teremos muitos jogos e será uma disputa acirrada. Todos os times vão ter dificuldades para vencer o Brasil, mas também para vencer qualquer outro", afirmou Thorir Hergeirsson.

No primeiro tempo, o Brasil começou bem e foi mantendo a vantagem até fechar o período em 17 a 16. No segundo tempo, o time sabia que não podia vacilar. Na memória estava a eliminação nos Jogos de Londres, em 2012, quando o time chegou a ter seis gols de vantagem nas quartas de final sobre o mesmo rival, mas teve um apagão e acabou derrotado e eliminado do sonho da medalha.

"A gente sabia do apagão de Londres e no intervalo falamos que tínhamos de voltar como se estivesse 0 a 0", explicou Fernanda. Empurrado pela torcida, o Brasil chegou a abrir uma boa vantagem, que manteve até o final. A equipe vibrou muito e, ao fundo, a torcida cantava "o campeão voltou". "Na quadra, ficamos arrepiadas com isso", continuou.

Apesar do resultado, todos na equipe avisaram que o resultado positivo não significa nada em relação ao restante do campeonato. "Demos apenas o primeiro passo. A gente mereceu a vitória e precisamos continuar trabalhando para fazer isso", comentou Fernanda, que teve uma boa atuação.

Para o técnico Morten Soubak, o Brasil sabe que terá mais dificuldades ainda pela frente. "É muito cedo, não dá para tirar muita coisa desta vitória. Temos muitas partidas ainda pela frente. Temos de nos preparar com os pés no chão. Claro que estamos contentes, as meninas mostraram foco e isso será determinante daqui para frente", concluiu o treinador, que elogiou Ana Paula, artilheira do Brasil no jogo com 12 gols.