22°
Máx
17°
Min

Homens do basquete e do vôlei lutam para evitar vexame em casa na Olimpíada

(Foto: Wander Roberto/Exemplus/COB) - Homens do basquete e do vôlei lutam para evitar vexame em casa
(Foto: Wander Roberto/Exemplus/COB)

Duas equipes masculinas de esportes coletivos jogam nesta segunda-feira contra o próprio nervosismo para evitar o vexame da eliminação precoce do Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio-2016 e passar às quartas de final das competições. Às 14h15, o basquete precisa vencer a Nigéria e torcer por outro resultado, enquanto que o vôlei tem confronto direto contra a França, às 22h35.

Vítimas de chaves equilibradas e de vacilos em derrotas anteriores, os dois times brasileiros vão precisar do mesmo atributo para se saírem bem. Controlar a ansiedade passou a ser o obstáculo principal.

A situação mais difícil é do basquete. A derrota na segunda prorrogação para a Argentina, no último sábado, obriga a buscar uma vitória sobre a Nigéria na Arena Carioca 1 e ter de aguardar por mais cinco horas para saber se estará nas quartas de final. A longa espera é para saber se virá o resultado desejado, a derrota da Espanha para a Argentina, com jogo marcado para as 19 horas.

“A gente não precisava estar nessa condição. Temos bons jogadores, de talento e maturidade. Não estamos sabendo tirar proveito disso”, comentou o ala Leandrinho.

As três derrotas em quatro jogos vieram por diferenças de no máximo seis pontos, frutos de desatenções, como a do último sábado. Uma cesta argentina a três segundos do fim levou o confronto para a prorrogação.

No vôlei, a questão psicológica também aflige os comandados do técnico Bernardinho. O filho dele, o capitão Bruninho, prometeu conversar com o time para acalmar. "É um peso que a gente está carregando e não tem que carregar. A gente já jogou em inúmeros momentos com pressão. Se a gente não jogar, é por que não merece passar de fase”, disse o levantador.

A vantagem da equipe de vôlei é não depender de outros resultados. Mesmo após duas derrotas, uma vitória simples basta para colocar a equipe nas quartas de final.