22°
Máx
16°
Min

Hope Solo recebe vaias e é chamada de 'zika' em vitória dos EUA no Mineirão

(Foto: Divulgação)  - Hope Solo recebe vaias e é chamada de 'zika' em vitória dos EUA
(Foto: Divulgação)


A vitória da seleção de futebol feminino dos Estados Unidos sobre a Nova Zelândia, por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, foi marcada por vaias à goleira Hope Solo, chamada de zika pela torcida, no Mineirão, em Belo Horizonte, com estádio praticamente vazio: apenas 9.781 torcedores compareceram.

Ao longo da partida, a goleira Hope Solo foi vaiada todas as vezes em que tocou na bola. A jogadora foi chamada de "zika" em coro pela torcida pois, antes de viajar para o Brasil, ela postou fotos com o que seria equipamentos de combate a mosquitos em alusão ao Aedes Aegypti e gerou polêmica na rede.

Depois da partida, questionada sobre os gritos da torcida, a técnica dos Estados Unidos, Jill Ellis, disse que tudo que poderia fazer era pedir desculpas.

Os gols da partida foram marcados por Carli Lloyd e Alex Morgan. Nas cinco vezes em que o torneio foi disputado até hoje, as americanas ganharam quatro medalhas de ouro e uma de prata. São, ainda, as campeãs da Copa do Mundo disputada no ano passado no Canadá. Já o último melhor resultado das neozelandesas foi o título da Oceania em 2010.

Os Estados Unidos marcaram logo aos 8 minutos de jogo, com Carli Lloyd, de cabeça, depois de levantamento de bola na área pela esquerda. Antes, aos 6 minutos, o time já havia chegado com Morgan, que tentou, também de cabeça, mas jogou para fora cara a cara com a goleira neozelandesa.

O segundo só saiu aos dois minutos da etapa complementar, com Morgan. A jogadora recebeu na esquerda e bateu à direita da goleira neozelandesa.