20°
Máx
14°
Min

IAAF descarta recorrer de punição e Ana Claudia Lemos está garantida na Olimpíada

(Foto: Wagner Carmo/CBAt) - Ana Claudia Lemos está garantida na Olimpíada
(Foto: Wagner Carmo/CBAt)

A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) revelou nesta terça-feira que recebeu um posicionamento oficial da Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF) sobre a suspensão imposta a Ana Claudia Lemos por doping. A principal entidade da modalidade preferiu não recorrer contra a punição, o que garantiu a participação da atleta brasileira na Olimpíada do Rio.

Havia o temor que a IAAF recorresse da punição por considerá-la muito branda, o que poderia tirar a atleta da Olimpíada. No entanto, a entidade explicou nesta terça que, após ouvir a opinião de especialistas, acatou a sanção aplicada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e não levará o caso à Corte Arbitral do Esporte (CAS).

"É importante este comunicado da IAAF, que confirma os procedimentos adotados pela CBAt e dá mais segurança à prova da atleta", explicou Martinho Santos, superintendente técnico da CBAt e diretor do torneio de atletismo dos Jogos Olímpicos do Rio.

Ana Claudia foi punida com cinco meses de suspensão após ter sido flagrada em exame antidoping pelo uso de oxandrolona, em fevereiro. A suspensão, considerada branda por muitos, se encerrou no início de julho, apenas um dia antes da convocação da equipe brasileira de atletismo para a Olimpíada.

Em meio a este cenário, acreditava-se que a IAAF podia recorrer contra a punição, mas diante da negativa da entidade, a presença da atleta no Rio foi confirmada. Desta forma, a principal velocista brasileira da atualidade está garantida nas provas dos 100m e dos 200m, além do revezamento 4x100m, que é esperança de medalha para o País.