22°
Máx
16°
Min

IAAF rejeita pedidos de 67 russos e deixa até Isinbayeva fora do Rio, diz Rússia

A Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF) teria rejeitado 67 dos 68 pedidos de exceções apresentados por atletas russos para participarem dos Jogos Olímpicos de agosto, deixando de fora do Rio-2016 inclusive a bicampeã olímpica Yelena Isinbayeva. A informação foi divulgada neste domingo pelo Comitê Olímpico Russo.

"As recusas foram recebidas por todos, exceto Klishina', disse Alexandra Brilliantova, chefe do departamento jurídico do comitê. No sábado à noite, a IAAF divulgou oficialmente que havia acatado o pedido de Darya Klishina, bicampeã europeia indoor no salto triplo, liberando-a para participar do Rio-2016, desde que compita sob a bandeira olímpica. A Federação Russa de Atletismo está suspensa da IAAF pelos seguidos casos de doping.

Na nota divulgada pela IAAF, a entidade diz que recebeu um total de 136 pedidos de atletas russos solicitando elegibilidade excepcional, entre adultos que visam ir à Olimpíada e também os juniores que desejavam disputar o Europeu da categoria. "Diversos desses pedidos foram agora revistados pela Painel de Revisão de Doping, com a exceção dos pedidos para o Campeonato Europeu Júnior, que foram retirados e não foram revisados", diz o comunicado.

Se os casos dos jovens são as exceções, não tendo sido revisados, os demais pedidos parecem mesmo ter sido analisados. E, se só Klishina foi liberada, os outros foram rejeitados. Antes, a corredora de 800m Yulia Stepanova havia sido autorizada a competir. Mas o caso dela é tratado à parte, uma vez que, após ser a delatora do escândalo de doping, ela não faz parte da equipe russa.

A Rússia diz que vai contestar o caso junto à Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês). "Todas as 68 pessoas entraram com reclamações, inclusive referindo-se ao tipo de recusa", garantiu Brilliantova. De acordo com o comitê, inclusive Klishina vai apelar - ela também quer competir pela Rússia.

Ainda segundo o comitê olímpico russo, Isinbayeva já foi comunicada da recusa da IAAF. "Ela já recebeu a recusa, assim como todos os outros. Klishina deve ter sido uma exceção porque ela treina fora da Rússia", explicou Brilliantova. A atleta, de 25 anos, treina na Flórida, nos Estados Unidos.