22°
Máx
17°
Min

Italianos admitem superioridade de Alison e Bruno Schmidt e celebram prata no Rio

Foto: Marcelo Pereira/Exemplus/COB - Italianos admitem superioridade de Alison e Bruno Schmidt
Foto: Marcelo Pereira/Exemplus/COB


Os italianos Paolo Nicolai e Daniele Lupo evitaram exibir frustração com a derrota na final olímpica do vôlei de praia nos Jogos do Rio, nesta madrugada, para Alison e Bruno Schmidt por 2 sets a 0 (21/19 e 21/17). Após a decisão, eles reconheceram a superioridade dos adversários, lembraram que os brasileiros vêm dominando o esporte nos últimos anos, mas também avaliaram que não fizeram uma grande partida.

"Demos tudo de nós. Os nossos adversário mereceram a vitória, também porque eles têm dominado o jogo ao longo dos últimos três anos. Jogamos até o final, houve muita tensão, certamente não foi o nosso melhor jogo", afirmou Nicolai.

Após obter apenas uma vitória na fase de grupos da Olimpíada, Lupo e Nicolai embalaram nos confrontos eliminatórios, avançando até a final, quando pararam em Alison e Bruno Schmidt. O ouro não veio, mas eles garantiram a primeira medalha da Itália na disputa do vôlei de praia na história dos Jogos Olímpicos.

Agora eles esperam que o resultado sirva como legado para impulsionar o desenvolvimento do vôlei de praia no país. "Foi incrível jogar uma final olímpica. Sabíamos que a multidão estava contra nós, mas estou feliz por estar aqui depois de um ano muito difícil. Nós apenas esperamos que a partir de agora o vôlei de praia vai cresça ainda mais na Itália", declarou Lupo.