23°
Máx
12°
Min

João Gomes Jr e França avançam e britânico bate recorde mundial nos 100m peito

(Foto: Reprodução/Facebook) - Gomes e França avançam e britânico bate recorde mundial nos 100m peito
(Foto: Reprodução/Facebook)

O Brasil garantiu dois nadadores com boas chances nas semifinais dos 100m peito, que teve o primeiro recorde mundial da natação nos Jogos do Rio. O britânico Adam Peaty fez 57s55, quebrando sua própria marca, que era de 57s92. O resultado o coloca como grande favorito ao ouro na prova.

Pelo Brasil, João Gomes Júnior e Felipe França confirmaram o favoritismo e à noite voltam à piscina do Estádio Aquático para tentar carimbar a vaga para a final neste sábado. Eles se juntam a Dainara de Paula e Daiene Dias, que também estão na semifinal dos 100m borboleta. Felipe França fez 59s01 e venceu sua bateria. João Gomes estava na mesma disputa e fez 59s46. Ambos avançaram com os 3º e 8º tempos, respectivamente.

Quem também competiu neste sábado foi a experiente Joanna Maranhão, que marcou 4min38s88 nos 400m medley e ficou na 15ª posição, fora da final. O grande destaque da prova foi a húngara Katinka Hosszu, que por pouco não bateu o recorde mundial. Quem também ficou fora da decisão foram os brasileiros Luiz Altamir, nos 400m livre, e Brandonn Almeida, nos 400m medley.

"Senti um pouco de cansaço e acho que poderia ter atacado mais antes. É a prova mais difícil, mas é minha prova preferida. Faltou um pouquinho mais de coragem. Quando eu vi que estava na frente, guardei, mas não era para ter guardado tanto. Deveria ter atacado mais", lamentou Joanna.