22°
Máx
14°
Min

Kerber supera norte-americana e encara Puig na final de simples no Rio

(Foto: Divulgação) - Kerber supera norte-americana e encara Puig na final de simples no Rio
(Foto: Divulgação)

A alemã Angelique Kerber poderá coroar a melhor temporada de sua carreira com a medalha de ouro neste sábado. A número dois do mundo avançou à final olímpica de simples, no Rio de Janeiro, ao derrotar nesta sexta-feira a norte-americana Madison Keys por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 7/5. Sua adversária será a porto-riquenha Monica Puig, que eliminou a checa Petra Kvitova.

Campeã do Aberto da Austrália e finalista em Wimbledon neste ano, Kerber segue fazendo vítimas no Centro Olímpico de Tênis. Nesta sexta, ela precisou conter o jogo agressivo de Keys, que vive grande momento no circuito. A número nove do mundo foi para o tudo ou nada nesta semifinal e deu trabalho para Kerber.

Tanto que a norte-americana se destacou ao obter 34 bolas vencedoras em toda a partida, contra apenas dez da alemã. A disposição de arriscar mais teve seu preço. Keys cometeu nada menos que 41 erros não forçados em apenas dois sets. Com atuação mais precisa, Kerber anotou apenas oito erros não forçados.

Usando de toda sua experiência, a alemã controlou a partida desde o início e não se abalou quando teve o saque ameaçado. Keys teve 10 chances para quebrar o serviço da rival, sem sucesso. Mais eficiente, Kerber aproveitou três dos 11 break points cedidos pela americana. Desta forma, sacramentou a vitória em 1h30min de duelo.

Na final olímpica, Kerber terá a chance de repetir a compatriota Steffi Graf, que ganhou em Los Angeles-1984, quando a competição teve caráter de exibição, e repetiu o feito em Seul-1988 - ela ainda foi medalha de prata em Barcelona-1992. Desde então a Alemanha não tem se destacado no tênis individual em Olimpíadas.

Para repetir Graf, considerada uma das maiores tenistas da história, Kerber terá que desbancar a embalada Monica Puig, que voltou a surpreender nesta sexta. Ela despachou Petra Kvitova, dona de dois títulos em Wimbledon, por 6/4, 1/6 e 6/3. Em seu caminho até a final, a atual 34ª do ranking eliminou rivais como a espanhola Garbiñe Muguruza, quarta colocada da lista da WTA.