26°
Máx
19°
Min

Ledecky ganha mais um ouro e bate recorde mundial nos 800m livre

(Foto: Rio 2016) - Ledecky ganha mais um ouro e bate recorde mundial nos 800m livre
(Foto: Rio 2016)

Para qualquer especialista, a prova de 800m livre na Olimpíada era a mais fácil de acertar quem levaria a medalha de ouro. E, conforme todas as previsões, ele ficou com Katie Ledecky, que conquistou sua quinta medalha no Rio de Janeiro, sendo quatro de ouro e uma de prata, e ainda por cima bateu o recorde mundial.

A norte-americana é tão especialista nesta prova que desde os 13 anos não perde uma disputa nesta distância. Nos primeiros 100 metros ela já tinha uma vantagem de quase dois segundos sobre a segunda colocada e, a cada volta, a cada braçada, aumentava a diferença.

Até a linha imaginária que mostrava o recorde mundial foi ficando para trás. Quando suas adversárias se mostravam mais cansadas, Ledecky parecia ter mais força. E, com estilo, ela diminuiu a marca que era de 8min06s68 para 8min04s79. Sua próxima meta é baixar a marca para menos de oito minutos.

No Rio, Ledecky ficou com o ouro nas provas de 200m, 400m e 800m livre, além do revezamento 4x200m livre. A medalha de prata veio no revezamento 4 x 100m livre. Muitos a apontam como sucessora de Michael Phelps no que se refere à quantidade de medalhas olímpicas.

Ela pode não alcançar o astro, mas tem tudo para conquistar muitos pódios olímpicos na carreira, até porque tem apenas 19 anos e já começou sua trajetória com um ouro nos Jogos de Londres, em 2012, quando tinha apenas 15 anos. No momento, é a maior especialista no nado livre de média e longa distância na natação.