26°
Máx
19°
Min

Leonardo de Deus, Kaio Marcio e Phelps vão à semi e Hosszu bate recorde olímpico

(Foto: Divulgação/CBDA) - Leonardo de Deus, Kaio Marcio e Phelps vão à semi
(Foto: Divulgação/CBDA)

A tarde brasileira nas eliminatórias da natação foi marcada por bons resultados. Pouco depois de Manuella Lyrio se classificar às semifinais dos 200 metros livre, Leonardo de Deus e Kaio Marcio garantiram vaga entre os 16 melhores dos 200 metros borboleta. Na mesma prova, o astro Michael Phelps se classificou apenas para o gasto, com o quinto tempo. Joanna Maranhão, por sua vez, foi eliminada nos 200 metros medley, prova em que a húngara Katinka Hosszu estabeleceu novo recorde olímpico.

Menos de 14 horas após ganhar sua 23ª medalha olímpica - ouro no revezamento 4x100 metros livre - Phelps entrou na piscina do Estádio Aquático novamente, mas registrou o tempo de 1min55s73, exato um segundo mais lento que o melhor da tarde, o húngaro Tamas Kenderesi. Phelps não demonstrou preocupação, e atribuiu o tempo ruim para seus padrões ao pouco tempo de recuperação.

"Sai daqui depois da prova de ontem, comi uma massa e fui dormir só às 3h da manhã. Acordei às 11h e já voltei para a piscina. Vai ser muito importante a recuperação depois das provas", afirmou Phelps.

Dentre os brasileiros, Leonardo de Deus fez o melhor tempo. Com a marca de 1min55s98, ele avançou às semifinais em nono lugar. Kaio Marcio, que cruzou os 200 metros borboleta em 1min56s45, ficou em 12º no geral e também segue na disputa.

"Só teve um (na casa) de 1min54s, o resto foi tudo 1min55s. Estou na briga, está todo mundo próximo. Estou na semifinal, e o importante agora é descansar. Melhorando meu melhor tempo, dos Jogos de Toronto, vou conseguir me classificar para a final", comentou Leonardo de Deus.

Ele, contudo, reconheceu que precisa fazer mais - assim como seus colegas da equipe brasileira. "Tanto eu quanto a natação brasileira precisa fazer muito melhor do que estamos fazendo. Estou numa semifinal para fazer jus a todo o investimento que foi feito nos atletas", declarou Leonardo.

Joanna Maranhão, por sua vez, foi eliminada na prova dos 200 metros medley. Ela realizou a disputa em 2min13s06, 18º tempo geral. Na mesma prova, a húngara Katinka Hosszu nadou tranquila e fechou em 2min07s45, novo recorde olímpico.