26°
Máx
19°
Min

Londrinense é convocado na Paracanoagem das Paralimpíadas do Rio

(foto: Facebook/Reprodução) - Ex-peão de rodeio, londrinense disputa canoagem nas Paralimpíadas
(foto: Facebook/Reprodução)

Londrina terá um representante da Paracanoagem nos Jogos Paralímpicos Rio 2016, que serão disputados entre 7 e 18 de setembro. Trata-se de Igor Alex Tofalini, paratleta e integrante da equipe do Iate Clube de Londrina, que recebe incentivos do Fundo Especial de Investimento a Projetos Esportivos (FEIPE). O programa de incentivo às práticas esportivas é desenvolvido pela Fundação de Esportes de Londrina (FEL), através de projetos que recebem recursos municipais.

A equipe da Paracanoagem de Londrina é composta atualmente por sete paratletas. No entanto, apenas Igor foi convocado para participar da seleção brasileira, em função do nível técnico e por se destacar em competições nacionais.

Essa é a primeira vez que os Jogos Paralímpicos contarão com a Paracanoagem. As provas da modalidade serão realizadas nos dias 14 e 15 de setembro, na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro. Tofalini vai competir na categoria KL2, na qual o atleta pode utilizar os braços e o tronco para movimentar o caiaque.

“Batalhei e me dediquei muito para alcançar os resultados. Estou melhorando minhas marcas, dia após dia, e as chances de medalha são grandes. Estou totalmente focado e pretendo trazer orgulho para a minha família e para todos os brasileiros”, destacou.

Tofalini tem 32 anos de idade. É conhecido também pelo apelido de “peão das águas”. Durante 11 anos, o paratleta viveu competindo em rodeios por todo o Brasil. Em 2011, numa prova de rodeio em Iguaraçú (PR), ele sofreu uma queda grave e, ao lesionar a 12ª vértebra da região torácica, perdeu o movimento das pernas.

Ele encontrou motivação no esporte para prosseguir. “Inicialmente, entrei na natação, modalidade que pratiquei por uns sete meses antes de conhecer a canoagem, em 2013. Cheguei a competir na natação, mas me encontrei mesmo paracanoagem, que é onde realmente me sinto bem e estou me realizando”, contou.

Incentivo fundamental

O paratleta salienta a importância do incentivo que recebe através do Feipe, com o qual pode aperfeiçoar, cada vez mais, seu rendimento técnico. “Através do Feipe, consigo ter um suporte estrutural adequado e condições para treinar e competir em alto nível, e isso reflete na melhora dos meus resultados”, afirma.

O técnico de Igor, Gelson Moreira de Souza, que dirige a Escola de Canoagem e Remo do Iate Clube de Londrina, também ressaltou a importância do Feipe, para o desenvolvimento de Igor Alex Tofalini e da paracanoagem em Londrina. “Este incentivo é fundamental, pois proporciona uma série de benefícios como a compra de equipamentos, caiaque, remo, barco, uniformes e outros materiais, além de custear viagens dos atletas. Sem esse suporte, não teríamos todas as condições de manter a modalidade em alto nível”, disse.

Trajetória

Para chegar aos Jogos Paralímpicos, Igor teve que superar desafios dos mais difíceis. O atleta foi campeão da Copa Brasil de Canoagem nas provas de 200 metros e 500 metros. O êxito na competição, realizada este ano, em São Paulo, colocou o paratleta entre os melhores remadores do País e garantiu uma vaga na seleção brasileira de Paracanoagem.

Por conta da Paralimpíadas, ele treina há quatro meses com a seleção no Centro de Treinamento da Equipe Permanente de Paracanoagem, na Universidade de São Paulo (USP). Foi lá que Igor assegurou sua vaga olímpica, após se classificar em uma prova seletiva. A seleção fica concentrada até o dia 30 de agosto, em São Paulo. Depois, a equipe embarca para a Vila Olímpica, no Rio de Janeiro.

O Feipe

O Fundo Especial de Incentivo a Projetos Esportivos (FEIPE) foi criado pela Lei Municipal n° 8985, de 2002, com o objetivo de incentivar a prática de esportes em Londrina. Por meio desta ferramenta, a Prefeitura de Londrina viabiliza recursos a diversos projetos esportivos.

Milhares de atletas, jovens e adultos, paratletas, técnicos e integrantes de comissão técnica já foram beneficiados pelo FEIPE. Centenas de projetos das mais variadas modalidades foram contemplados com o recurso.

Desde 2013, a Fundação de Esporte de Londrina, através do Feipe, destinou cerca de R$ 9 milhões a projetos que abrangem diversas modalidades esportivas como atletismo, basquete, beisebol, karatê, futsal, ginástica, natação, taekwondo, voleibol e ciclismo.

Em 2016, o valor aprovado para o Feipe foi de R$ 4.210.000,00. O recurso está sendo destinado para cinco programas: Formação Esportiva da Juventude, Incentivo ao Desenvolvimento do Esporte Adulto; Apoio às Ligas Esportivas Londrinenses; Esportes para Pessoas com Deficiência e Programa de Modalidades Alternativas. Estes programas contemplam 50 projetos de diversas modalidades, entre eles a equipe de Paracanoagem.

Esporte formador

O FEIPE também desenvolve o Projeto Esporte Formador, que atende a Praça da Juventude Norte e Praça da Juventude Sul, Centro Esportivo Maria Cecília, escolas municipais, Centro de Artes e Esportes Unificados de Londrina (CEU) e associações de bairros. O projeto conta hoje com 22 estagiários, realizando mais de 2 mil atendimentos a crianças, adolescentes e adultos.

O FEIPE também é utilizado para a participação de Londrina nos Jogos da Juventude do Paraná (fase regional divisão “B” e fases finais, divisões “A” e “B”), viabilizando transporte, alimentação e fisioterapia para os atletas. A delegação é composta por aproximadamente 500 pessoas entre atletas, técnicos e dirigentes. Ainda são adquiridos, por meio do Fundo, materiais esportivos, medalhas e troféus.

(com informações do Núcleo de Comunicação da Prefeitura de Londrina)