24°
Máx
17°
Min

Londrinense integra time de fisioterapeutas das Olímpiadas do Rio

(foto: Divulgação) - Londrinense integra time de fisioterapeutas das Olímpiadas do Rio
(foto: Divulgação)

Docente na UEL há 20 anos, a fisioterapeuta Cristiane Macedo não recebeu com surpresa o convite para integrar o time de fisioterapeutas responsáveis pelas Olimpíadas do Rio de Janeiro, em agosto. Especialista na área, ela conta que foi atraída para a fisioterapia justamente pela possibilidade de atuar junto ao esporte. Cristiane compõe a equipe de cinco consultores que voluntariamente tem organizado toda a estrutura de fisioterapia no evento.

O convite surgiu em 2013, pelas mãos de Felipe Todiello. Também fisioterapeuta esportivo, ele foi contratado pelo comitê olímpico para reunir e supervisionar o grupo de consultores. Cristiane e os colegas se conheciam da época em que compuseram juntos a diretoria da Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva (SONAFE), em 2012/2013. E a união tem gerado bons frutos. Desde então, foram várias turmas treinadas em cursos de padronização e capacitação por todo o país - cerca de 3,5 mil profissionais.

O processo de seleção do time de voluntários que vai integrar os jogos está a pleno vapor. Para o evento, são esperados 540 fisioterapeutas que vão atuar em diferentes áreas: dos postos médicos e da policlínica na Vila Olímpica ao atendimento direto dos atletas em competição. "É um momento único receber os jogos no país", explica Cristiane. Seguindo este raciocínio, compreende-se facilmente a escolha de participar dos jogos - maior evento esportivo do mundo. A troca de experiências deve reverberar no hospital. Coordenadora de um projeto de extensão na área esportiva, ela garante que a experiência será compartilhada com os alunos, agregando às especialidades do HU.

(com Agência UEL)