22°
Máx
14°
Min

Micale comemora medalha de ouro na seleção brasileira: 'Dever cumprido'

(Foto: Rio 2016) - Micale comemora medalha de ouro na seleção brasileira
(Foto: Rio 2016)

O técnico Rogério Micale não escondeu o alívio pela conquista da inédita medalha de ouro para o futebol brasileiro na Olimpíada do Rio de Janeiro. Após um jogo duro com a Alemanha, decidido somente nos pênaltis, e com direito à prorrogação, o treinador resumiu a conquista em apenas duas palavras: "Dever cumprido".

"É muito especial! Tivemos jogadores extremamente dedicados. Saio [da Olimpíada] com dever cumprido e realizado", disse em entrevista à TV Globo o treinador, que deve permanecer no comando do time sub-20 e sub-23 da seleção brasileira.

O tom de desabafo não foi por acaso. Micale quase não esteve no comando do time nestes Jogos Olímpicos. Após liderar a equipe nos torneios de preparação e amistosos, ele seria substituído por Dunga na competição olímpica. Só não o foi porque Dunga foi demitido antes e Tite, seu substituto, logo avisou que não assumiria a equipe olímpica, julgando Micale o mais preparado para conduzir o jovem time.

"Foi um começo difícil", admitiu Micale, que chegou à base da seleção com vasta experiência em liderar equipes mais jovens. Aos 47 anos, o treinador conquistou alguns dos títulos mais importantes da base do futebol brasileiro, como a Copa São Paulo de Juniores, com o Figueirense (2008), e a Taça BH de Futebol Júnior, com o Atlético Mineiro (2009 e 2011).

A opção por Micale se confirmou acertada neste sábado. O técnico, contestado nas primeiras partidas da Olimpíada, após empates sem gols com Iraque e África do Sul, foi premiado por uma postura mais ousada, ao escalar a seleção com quatro atacantes. Com esta formação, derrotou Dinamarca e Honduras, com goleadas, e a Colômbia.

Na final, empatou por 1 a 1 com a Alemanha, reconhecida pelo bom trabalho na base, no tempo normal. E, depois de uma prorrogação sem gols, a seleção brasileira venceu por 5 a 4 nas penalidades, graças a uma defesa do goleiro Weverton, outra aposta de Micale, após lesão de Fernando Prass.