27°
Máx
13°
Min

Micale diz ainda não ter visto gramado do Mané Garrincha, mas admite preocupação

(Foto: Rafael Ribeiro/ CBF) - Micale diz ainda não ter visto gramado do Mané Garrincha
(Foto: Rafael Ribeiro/ CBF)


O técnico Rogério Micale admitiu no início da tarde desta quarta-feira, véspera da estreia da seleção olímpica nos Jogos do Rio, preocupação com o estado do gramado da arena Mané Garrincha. O local passou por um trabalho de manutenção nas últimas três semanas, mas não há garantia de que esteja em boas condições, apesar de o responsável pela operação olímpica em Brasília, Roberto Correia, ter dito ao Estado que "está maravilhoso, lindo".

O temor de Micale é que o gramado irregular prejudique o estilo de jogo da seleção. "Vou ver o gramado depois da entrevista (coletiva de véspera do jogo, que o treinador precisa conceder, de acordo com o protocolo), mas, dentro do modelo de jogo e da qualidade que queremos praticar, um gramado é fundamental para um bom desenvolvimento", disse o treinador.

"É um jogo de apoio, triangulações, de troca de passes de primeira, deixamos para o lado do campo o um pra um. Se não houver um gramado em boas condições dificulta, cria insegurança", completou o comandante.

Na aparência, o gramado do Mané Garrincha está de fato bonito. A grama cresceu e parece uniforme vista do alto. Mas ainda é possível observar falhas. No local, a seleção brasileira olímpica irá encarar a África do Sul a partir das 16 horas desta quinta-feira.