23°
Máx
12°
Min

Movimentos marcam dia de protestos antes da cerimônia de abertura da Olimpíada

(Foto: Divulgação)  - Protestos antes da cerimônia de abertura da Oimpíada já estão marcados
(Foto: Divulgação)

Sindicatos e movimentos sociais programam para esta sexta-feira manifestações contra os Jogos e o presidente interino, Michel Temer, em diferentes pontos do Rio. Para as 11 horas, está marcado um ato na praia de Copacabana, convocado pela Frente Brasil Popular, Frente Povo Sem Medo e Frente de Esquerda Socialista, que englobam diversos movimentos sociais.

Na Praça Saens Peña, na Tijuca, bairro vizinho ao Maracanã, um ato intitulado “Rio 2016 - Os jogos da exclusão" está previsto para as 14 horas. Já na Cinelândia, no centro do Rio, está prevista para as 16 horas a “Desabertura Oficial das Olimpíadas da Exclusão”.

O prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), pediu nesta quinta-feira para que os cariocas evitem circular pela cidade nesta sexta, dia da cerimônia da abertura da Olimpíada. Diversas ruas próximas ao estádio do Maracanã, na zona norte, vão ser interditadas por causa da festa.

"Peço os cariocas que evitem ao máximo possíveis deslocamentos na cidade. Que façam o seu lazer neste feriado em locais próximos às suas casas. Amanhã será um dia muito especial para a história da cidade do Rio e do Brasil. Por isso, meu apelo à população", disse Paes, em entrevista concedida dentro do Rio Media Center.

A cerimônia de abertura da Olimpíada está marcada para começar às 20 horas desta sexta-feira, quando o Maracanã deverá receber grande público para acompanhar a tão tradicional festa que abre mais uma edição dos Jogos Olímpicos.