22°
Máx
14°
Min

Nadadores norte-americanos depõem para explicar versão de assalto no Rio

(Foto: Michael Sohn/AP Photo) - Nadadores norte-americanos depõem para explicar versão de assalto
(Foto: Michael Sohn/AP Photo)


Os nadadores norte-americanos Gunnar Bentz e Jack Conger, que na noite da quarta-feira foram retirados de voo com destino aos Estados Unidos, já estão na Delegacia Especial de Atendimento ao Turista, no Leblon, para depor, como testemunhas, no inquérito que apura o suposto assalto que teriam sofrido na madrugada de domingo.

A Polícia Civil descobriu, por testemunhas e vídeos, que, na verdade, os dois atletas e dois colegas da equipe de natação americana, Jimmy Feigen e Ryan Lochte, se envolveram em uma confusão em um posto de gasolina na Barra da Tijuca. Eles teriam causado alguns danos no banheiro, urinado em paredes e, para pagar pelos danos, oferecido dinheiro aos funcionários.

Depois que os atletas foram contidos por seguranças, a Polícia Militar foi chamada, mas os nadadores foram para a Vila dos Atletas. Na última segunda, Lochte pegou um voo para os EUA. Feigen teria feito check in pela internet na quarta-feira, mas não foi visto no aeroporto e não embarcou.

Diante das contradições dos depoimentos, a Justiça determinou a apreensão dos passaportes dos atletas, até que tudo se esclareça. Se for comprovado que os americanos mentiram, eles poderão responder por falsa comunicação de crime.