21°
Máx
17°
Min

Novata de 15 anos ganha vaga na seleção de ginástica para o Pré-Olímpico

Carolyne Pedro, de apenas 15 anos, ganhou a concorrência contra ginastas mais experientes para ficar uma das duas vagas em aberto na seleção brasileira feminina de ginástica artística que vai participar do Pré-Olímpico, a partir de domingo, no Rio. A outra escolhida foi Milena Theodoro, de 17 anos, também estreante em grandes competições.

A Confederação Brasileira de Ginástica Artística (CBG) já havia inscrito outras cinco ginastas: Flávia Saraiva, Rebeca Andrade, Lorrane Oliveira, Daniele Hypolito e Jade Barbosa. Nesta segunda-feira, a Federação Internacional de Ginástica (FIG) divulgou a complementação da lista.

Seis ginastas podem participar da competição, que vale vaga olímpica para a equipe brasileira. As cinco inscritas anteriormente formam a elite nacional e devem competir. A última vaga de titular só deve ser apontada pela comissão técnica no prazo máximo, um dia antes da competição. A preterida fica como reserva, para o caso de uma lesão de última hora.

Carolyne é a mais recente joia do ucraniano Oleg Ostapenko, que a lapidou no Cegin, de Curitiba - de lá também veio Lorrane Oliveira. No ano passado, ganhou o Campeonato Brasileiro na categoria infantil e, em 2016, ano em que completará 16 anos, enfim pôde fazer sua estreia entre as adultas. Em fevereiro, participou de uma competição amistosa nos EUA e somou 54,350 pontos no individual geral.

As vagas que acabaram com Carolyne e Milena eram disputadas também por Thauany Lee, Julie Kim Sinmon, Letícia Costa, Lorenna Rocha, Maria Cecília Cruz e Mariana Oliveira. Essas últimas cinco fazem parte da seleção brasileira permanente - recebem salários da CBG. Milena, assim com Jade, Rebeca e Flávia, defende as cores do Flamengo.

No Pré-Olímpico, que também é evento-teste da ginástica, o Brasil vai disputar quatro vagas por equipes no Rio-2016 contra Austrália, Bélgica, França, Alemanha, Suíça, Coreia do Sul e Romênia. Se conseguir a classificação, poderá levar cinco ginastas à Olimpíada.

No domingo, Austrália e Romênia se apresentam na primeira sessão do dia, pela manhã, enquanto que o Brasil entra na segunda, junto com a Suíça, no começo da tarde. Alemanha e Coreia do Sul estão na terceira sessão e França e Bélgica na quarta e última. A competição só deve se encerrar por volta das 22h, de forma que as brasileiras poderão esperar por até oito horas após competirem para saberem se estarão no Rio-2016.

MASCULINO - Classificado para os Jogos do Rio, o Brasil não participa da competição por equipes no evento-teste, no sábado. Sergio Sasaki e Arthur Zanetti estão inscritos e se apresentam brigando por vagas nas finais por aparelhos, na próxima segunda-feira. Também as meninas podem disputar as finais por aparelhos, no mesmo dia.