28°
Máx
17°
Min

Novato da natação brasileira minimiza inexperiência e aposta em boa Olimpíada

A inexperiência não assusta Matheus Santana (Foto: COB) - Novato da natação brasileira aposta em boa Olimpíada
A inexperiência não assusta Matheus Santana (Foto: COB)

A inexperiência não assusta Matheus Santana. Embora jamais tenha disputado uma Olimpíada, o nadador brasileiro de 20 anos se mostra confiante e entusiasmado para o Rio-2016. Ao lado de João de Lucca, Marcelo Chierighini e Nicolas Oliveira, ele disputará o 4x100m livre, no domingo.

Em 2015, o revezamento brasileiro foi quarto lugar no Mundial de Kazan e medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Toronto. E, assim, apostando no entrosamento entre os nadadores e na intensa preparação, Santana garante que o time nacional pode fazer uma boa Olimpíada.

"Nós estamos treinando muito forte, nosso entrosamento é total. E estamos bem, brincando, sem pressão. Vamos com tudo", comenta o nadador, negando que sua experiência possa prejudicar o quarteto.

Santana, afinal, apesar de novo, já tem um currículo extenso e vitorioso. Alcançou, por exemplo, recordes mundiais nas categorias inferiores. Conquistou três medalhas nos Jogos Olímpicos da Juventude, em Nanquim, na China, em 2014. E foi medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2015.

"Comecei a nadar pela seleção brasileira aos 14 anos, sou bem tranquilo em relação a essas competições. Sei que Jogos Olímpicos são bem diferentes do que eu já vivi, é tudo muito grandioso, mas lido bem com isso", explica.

Nem mesmo a convivência diária com lendas do esporte na Vila Olímpica, ele garante, tem atrapalhado o seu foco. "Outro dia vi o Phelps e nem liguei. Não dá para ficar de tiete agora, o foco é total na nossa prova. Depois, quem sabe...", brinca.