27°
Máx
13°
Min

Novo ministro do Esporte assume e diz que Rio-2016 está 'andando bem'

Apesar de ter votado contra o afastamento da presidente Dilma Rousseff, Leonardo Picciani (PMDB-RJ) foi confirmado nesta quinta-feira como ministro do Esporte. O deputado federal de 36 anos, então líder do PMBD na Câmara dos Deputados, tomou posse junto com o presidente interino Michel Temer.

Em sua primeira conversa com jornalistas, o novo ministro fez elogios à preparação para o Rio-2016. "Os Jogos Olímpicos estão andando bem, dentro do cronograma, e tenho convicção absoluta de que não teremos nenhum problema. Pelo contrário. A Olimpíada no Brasil será um sucesso absoluto e certamente engrandecerá a imagem do País perante a comunidade internacional e também deixará um legado em benefício da população", comentou Picciani.

Ele é o terceiro a comandar o Esporte em menos de dois meses. George Hilton (Pros-MG) perderia o cargo quando o PRB rompeu com o governo Dilma, filiou-se ao Pros para tentar se manter ministro, mas caiu quando o PRB teve uma rápida aproximação com o Palácio da Alvorada.

Ricardo Leyser (PCdoB-SP), responsável pela preparação esportiva do Brasil para a Olimpíada, assumiu de forma interina em 30 de março. No site do Ministério do Esporte, ele continua aparecendo como secretário Nacional de Esporte de Alto Rendimento. Da mesma forma, Ricardo Crachineski Gomyde continua, no site, como secretário Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor. A secretaria-executiva e a secretaria de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social aparecem vagas.