21°
Máx
17°
Min

Ouro no Rio-2016, Thiago Braz diz ter reatado conversas com rival francês

(Foto: Francisco Medeiros/ ME) - Thiago Braz diz ter reatado conversas com rival francês
(Foto: Francisco Medeiros/ ME)

Ouro no salto com vara nos Jogos Olímpicos do Rio, Thiago Braz disse nesta quinta-feira, durante evento em São Paulo, que não espera rivalidade e represálias do rival que foi seu grande adversário na disputa pela medalha, o francês Renaud Lavillenie, em futuros encontros nas competições. O medalhista de prata, que tinha sido campeão em Londres-2012, deixou o Brasil criticando o público pelas vaias enquanto se preparava para a disputa direta com o brasileiro.

Braz foi à sede da Bovespa, no centro da capital paulista, para receber 1 kg de barra de ouro por ter sido atleta do Clube BM&FBOVESPA entre 2010 e 2014, até se mudar para a Itália. O campeão olímpico afirmou ter procurado o francês logo após a competição para amenizar o clima ruim gerado pela pressão da torcida. "Ele estava super chateado, conversamos bastante. Falamos até de nos encontrar na Europa nas futuras competições. Eu falei que era fã dele", contou.

O atleta brasileiro disse que não poderia comentar as mais recentes entrevistas de Lavillenie na França. O rival afirmou que a torcida no Engenhão só torceu pelo velocista jamaicano Usain Bolt por ele não ter concorrentes brasileiros na mesma prova. "A torcida vaiou, eu sei que isso é ruim para o atleta. Mas tem que entender que somos brasileiros, então torceram para mim", explicou.

Até o fim do ano o medalhista brasileiro vai disputar mais competições na Europa e contou ter desfrutado pouco do sucesso pela medalha. "No Facebook eu tinha 2 mil seguidores. Agora, tenho uns 83 mil. O reconhecimento na rua está grande. Fico feliz pelos brasileiros. Não foi só eu quem ganhou, foram todos os brasileiros", disse. Braz, de 22 anos, também evitou projetar as próximas temporadas ao dizer que pretende descansar e analisar a prova olímpica que lhe deu o ouro no Rio.