28°
Máx
17°
Min

Paes diz que foi não alertado sobre risco de problemas na Vila dos Atletas

Foto: Paula Johas/ PCRJ - Paes diz que foi não alertado sobre risco de problemas na Vila
Foto: Paula Johas/ PCRJ

Ainda que a construção da Vila dos Atletas seja uma Parceria Pública Privada (PPP) entre a prefeitura do Rio e duas construtoras privadas - Carvalho Hosken e Odebrecht -, o prefeito Eduardo Paes (PMDB) responsabilizou o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Rio-2016 pelos problemas encontrados nos apartamentos do condomínio que vieram à tona assim que as delegações começaram a ocupá-los, no domingo.

Em cerimônia na área internacional da Vila, onde entregou a Chave da Cidade a membros da delegação australiana, Paes disse nesta quarta-feira que não havia qualquer indício de que a Vila dos Atletas poderia gerar problemas.

"A Vila tem muito apartamento. Teve uma desatenção do síndico da Vila, que deveria ter olhado apartamento por apartamento. O problema nunca surgiu para nós, nunca teve o alerta. Fomos surpreendidos", disse. O diretor responsável pela Vila é Mario Cilenti, e o local ainda conta com uma "prefeita", a ex-jogadora de basquete Janeth Arcain. Desde domingo, ela tem reforçado que é apenas uma porta-voz do Rio-2016, um canal de comunicação entre os organizadores e os atletas.

A Vila passou oficialmente das mãos da Autoridade Pública Olímpica (APO) ao Comitê Rio-2016 no último dia 16 de junho, de forma que, desde então, era responsabilidade dos organizadores da Olimpíada garantirem que tudo estivesse pronto quando os atletas chegassem. Para Eduardo Paes, esse processo aconteceu com atraso.

"Falhas aconteceram, não tem como negar isso. A Vila estava pronta há muito tempo e, visto que os problema estão sendo resolvidos em cinco, seis dias, se a gente tivesse começado uma semana antes teria resolvido antes", argumentou, antes de contemporizar. "O Comitê conta com muita gente que está trabalhando firme."