22°
Máx
16°
Min

Paes inaugura trecho final de obra olímpica horas após mulher ser morta na região

(Foto: Beth Santos/ PCRJ) - Paes inaugura trecho final de obra olímpica
(Foto: Beth Santos/ PCRJ)


O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), inaugurou nesta sexta-feira, o trecho que faltava da Orla da Guanabara Prefeito Luiz Paulo Conde, em frente à Igreja da Candelária, e deu início às atividades do Boulevard Olímpico do Porto Maravilha.

Paes celebrou a revitalização da zona portuária, antes um lugar degradado: "Agradeço aos cariocas, que suportaram anos de engarrafamento por causa das obras. Era inaceitável as pessoas fugirem dessa região no fim de semana; virem só para trabalhar. O Rio era uma cidade sem Centro, e uma cidade sem Centro é uma cidade sem alma".

PIRA - A Orla Conde é o endereço oficial do Boulevard Olímpico do Porto Maravilha, que terá mais de 100 shows, atividades culturais e transmissão ao vivo das disputas durante todo o período da Olimpíada. Tem 3,5km de extensão e 287 mil m² de área. O trecho final aberto abrigará a pira olímpica, a primeira a estar fora do estádio. Ela será acesa após a abertura dos Jogos no Maracanã.

A partir desta sexta-feira, é possível atravessar, à beira-mar, a pé ou de bicicleta, toda a região entre o Parque do Flamengo e o Armazém 8 do Cais do Porto. Na inauguração do espaço, Paes subiu em um balão que estará no Largo da Candelária até o dia 21 de agosto. A subida, de 150 metros, é gratuita e aberta ao público, que deve fazer o agendamento pelo site visit.rio.

O prefeito disse estar animado com a abertura da Olimpíada, à noite, e posou para fotos com pessoas que o abordaram. A autônoma Adriana Teixeira levou o filho de 6 anos, João Lucas, que dançou com Paes em frente ao palco Encontros.

"Estou impactada com a revitalização do Centro", disse Adriana. "Quem conheceu a Praça Mauá antes sabe que não dava para frequentar com crianças. Temos que reclamar, mas também vibrar com o que acontece de bom."

Já o operador de tratamento de água José Maria Terra tem ressalvas em relação ao legado da Olimpíada. "Ele pode até ser bom, mas quero ver como vai ficar a conservação das coisas, depois que passarem os Jogos. Estou achando, por exemplo, o cuidado com a água da piscina em torno do Museu do Amanhã precário desde agora."

MORTE - Poucas horas antes da inauguração, uma mulher morreu em um assalto a menos de 3 km dali, na Via Binário do Porto, que também faz parte da região revitalizada. De acordo com informações do 5º Batalhão da Polícia Militar (Praça da Harmonia) e da Polícia Civil, a vítima estava em seu carro quando foi abordada e acabou baleada.

Policiais militares fizeram buscas na região e um suspeito foi preso nas proximidades do local do crime. Ele levava uma pistola calibre 9 mm e drogas em uma mochila. O crime aconteceu por volta das 9h30. A Delegacia de Homicídios iniciou as investigações.

Segundo uma colega da vítima, ela se chamava Denise Ribeiro e tinha 51 anos. Trabalhava nas Lojas Americanas. Ainda de acordo com a colega, Denise estava chegando ao trabalho quando foi abordada pelo criminoso. Deixou uma filha pequena.