21°
Máx
17°
Min

PF detona pacote suspeito no caminho do ciclismo, mas só acha pertences pessoais

Agentes do Grupo Antibombas da Polícia Federal (PF) fizeram uma explosão controlada neste sábado para abrir uma bolsa abandonada na Avenida Atlântica, orla de Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro. A via foi rota do circuito da prova de ciclismo de estrada dos Jogos Olímpicos, neste sábado.

Segundo o Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR), foram encontrados apenas pertences pessoais. A detonação, por volta de 13h45, serviu apenas para abrir a bolsa.

A ação não interferiu na realização da prova. Os ciclistas passavam por outro trecho do circuito, que tinha 237,5 quilômetros. O belga Greg Van Avermaet, de 31 anos, ficou com a medalha de ouro, ao completar o trajeto em 6h10min05s.

No início da tarde, o Centro Cultural dos Correios, a poucos metros da Candelária, onde arde a chamada Pira do Povo, no Centro do Rio, foi evacuado, e a área do seu entorno, isolada. O motivo foi uma suspeita de bomba, envolvendo uma pequena caixa de papelão, encontrada em um banheiro, ao lado de um vaso sanitário de um dos reservados.

Desta vez, porém, os policiais do Grupo Antibombas da PF não explodiram o volume suspeito. Checagens feitas com auxílio de um pequeno robô e de um cão farejador mostraram que a caixa estava vazia. A ação da Polícia Federal durou das 12h20 às 13h30.

Um dos policiais federais comentou que, em épocas de grandes eventos, é comum haver muitos falsos alarmes de bomba.