27°
Máx
13°
Min

Polo aquático do Brasil volta à Olimpíada com vitória suada sobre Austrália

(Foto: Arquivo EBC) - Polo aquático volta à Olimpíada com vitória suada sobre Austrália
(Foto: Arquivo EBC)

Após 32 anos, a seleção brasileira masculina de polo aquático fez seu retorno aos Jogos Olímpicos com uma vitória suada sobre a Austrália, neste sábado. Contando com seis jogadores estrangeiros naturalizados, o time nacional venceu seu primeiro desafio por 8 a 7, no Centro Aquático Maria Lenk, no Rio-2016.

Os gols do Brasil foram marcados por Adrián Delgado, três vezes, Bernardo Gomes, duas, Bernardo Rocha, Gustavo Guimarães e Felipe Perrone. Pela equipe australiana, John Cotterill e Richie Campbell marcaram dois, enquanto Joe Kayes, Rhys Howden e Aaron Younger contribuíram com um gol cada.

A seleção brasileira teve amplo domínio no começo e liderou o placar do início ao fim. No entanto, levou susto nos minutos finais ao sofrer forte pressão dos rivais. Para garantir o triunfo na estreia, contou com grande desempenho do goleiro Slobodan Soro, que é sérvio naturalizado brasileiro.

A seleção também contou com o grande apoio da torcida, que fez muito barulho no Maria Lenk. "Já comandei várias seleções pelo mundo, mas esta é a primeira vez que treino uma seleção que é anfitriã da Olimpíada. Hoje foi muito especial. A torcida nos apoiou bastante durante toda a partida, foram muito barulhentos e nos ajudaram a vencer", disse o técnico croata do Brasil, Ratko Rudic.

O treinador aprovou o desempenho da seleção na estreia, mas reconheceu a queda de rendimento no terceiro quarto (cada um dos quatro períodos têm oito minutos de duração). "Tivemos alguns problemas no terceiro período, quando erramos algumas finalizações. Poderíamos ter vencido com mais tranquilidade", comentou Rudic.

Com a vitória, o Brasil despontou na liderança do Grupo A, com os mesmos dois pontos da Grécia, que está em segundo lugar - cada uma das duas chaves da competição tem seis seleções. O próximo adversário da seleção brasileira é o Japão, às 19h30 desta segunda-feira, novamente no Maria Lenk.