22°
Máx
16°
Min

Por Olimpíada, Brasil muda piso para pegar o Equador na Davis

Os jogadores pediram e a Confederação Brasileira de Tênis (CBT) decidiu alterar o piso que será instalado na Arena Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte, para o duelo contra o Equador na Copa Davis. Sai o saibro e entra o piso duro "mais lento possível". Tudo pensando nos Jogos Olímpicos do Rio, que serão dali a duas semanas, também em piso duro.

"A escolha da quadra foi em função do calendário do pessoal. O Marcelo (Melo), o Bruno (Soares) e o Thomaz (Bellucci) vão jogar a Olimpíada e estarão envolvidos no calendário de quadras rápidas. A Copa Davis envolve às vezes uma semana ou mais e ter que mudar de piso mudaria toda a característica", argumenta o capitão brasileiro na Davis, João Zwetsch.

Logo após a semana dedicada à Davis, a atenção dos tenistas deve se voltar ao ATP 500 de Washington (EUA) e, na sequência, ao Masters 1000 de Toronto (Canadá), dois torneios disputados no piso rápido. Os jogos da Olimpíada começam em 6 de agosto, na Barra.

"Vamos evitar quebrar uma série de jogos e torneios em quadra dura antes da Olimpíada. E a quadra vai ser bem lenta, o mais lenta possível, apesar de ser uma quadra dura", completa Zwetsch.

De acordo com a CBT, os jogos da Copa Davis serão realizados com o piso Greenset, que é utilizado no Masters de Londres (Inglaterra), também em ambiente indoor, e tem a aprovação da Federação Internacional de Tênis (ITF).