22°
Máx
14°
Min

Pouco mais de mil atletas participam da cerimônia de encerramento do Rio-2016

Pouco mais de mil atletas participam da cerimônia de encerramento

O último ato olímpico das estrelas dos Jogos Olímpicos do Rio-2016 foi no maior palco esportivo do País, mas desta vez os atletas não foram atrás de recordes ou medalhas. No Maracanã, eles só queriam uma última festa e um monte de selfies como última lembrança da Olimpíada que protagonizaram. Pouco mais de mil competidores estiveram presentes para participar da "Parada dos Atletas" durante a cerimônia de encerramento, realizada na noite deste domingo no Maracanã. Isaquias Queiroz foi o porta-bandeira do Brasil.

Ao som de Carmen Miranda, interpretada por Roberta Sá, a Parada iniciou com os porta-bandeiras das 207 delegações cruzando o gramado do Maracanã. Muitos dos destaques da Olimpíada estiveram entre os porta-bandeiras. O canoísta Isaquias Queiroz, primeiro atleta do País a conquistar três medalhas numa mesma edição de Olimpíada, conduziu a bandeira do Brasil. A ginasta Simone Biles (4 ouros e 1 bronze nos Jogos do Rio) foi a porta-bandeira dos Estados Unidos, e a nadadora Katinka Hosszu (3 ouros e 1 prata) representou a Hungria.

Na sequência, as delegações foram entrando uma a uma, na parte mais cansativa da cerimônia. Diferentemente da abertura, dessa vez os países não eram anunciados e iam apenas entrando em ordem alfabética. Os atletas pareciam se divertir, mesmo debaixo de chuva. Nas arquibancadas, o público tentou manter a animação vez ou outra puxando a "ola".

Na parte final da apresentação, o público se empolgou toda vez que o telão apresentou cenas de medalhistas olímpicos do Brasil. A vibração maior foi com o vídeo do gol de Neymar na final do torneio masculino de futebol, diante da Alemanha. Mas o público também gritou muito quando o telão mostrou as comemorações do nadador norte-americano Michael Phelps e do velocista jamaicano Usain Bolt, as duas maiores estrelas da Olimpíada e que disputaram no Rio sua última edição dos Jogos.