22°
Máx
14°
Min

Presidente russo, Putin diz que Meldonium não melhora desempenho dos atletas

Foto: Presidência da Rússia - Presidente russo, Putin diz que Meldonium não melhora desempenho dos atletas
Foto: Presidência da Rússia

A polêmica envolvendo o uso de Meldonium no esporte ganhou mais um capítulo nesta quinta-feira. Presidente de um dos países com o maior número de atletas flagrados pelo uso da substância proibida, a Rússia, Vladimir Putin declarou que o Meldonium não melhora o desempenho físico e não deveria ser considerado doping.

Já foram registrados 172 testes positivos para o uso de Meldonium desde que ele passou a ser proibido no início de 2016. Bastante popular no leste europeu, a substância era muito utilizada por atletas russos, inclusive Maria Sharapova, suspensa preventivamente do esporte desde que foi flagrada no último Aberto da Austrália.

"Esta substancia nunca foi considerada doping", declarou Putin durante entrevista telefônica a um programa de tevê russo nesta quinta. "Ele (Meldonium) não influencia no resultado. Isto é totalmente garantido. Ele apenas mantém os músculos do coração em boa condição durante uma carga alta."

A opinião de Putin coincide com a da companhia fabricante do Meldonium, que avaliou a substância como importante para elevar o nível de energia de pacientes com problemas no coração. Já seu inventor admitiu que ela já foi utilizada, por exemplo, para aumentar a resistência das tropas soviéticas.

Apesar de ser contrário à proibição do Meldonium, Putin não viu a decisão da Agência Mundial Antidoping (Wada) como perseguição à Rússia. Ele apenas criticou o órgão por não se aprofundar nas pesquisas e por ter banido a substância antes mesmo de determinar quanto tempo leva para ela ser expelida pelo corpo. "Não há informação suficiente", comentou o presidente.

As punições pelo uso de Meldonium são apenas mais um capítulo no escândalo protagonizado pelo esporte russo e que começou no ano passado, após a Wada detalhar o acobertamento sistemático de casos de doping no atletismo por parte das autoridades locais. Isso resultou na suspensão da Rússia de competições internacionais, o que pode tirar a modalidade do país da Olimpíada do Rio.

"Eles (equipe nacional de atletismo) estão obviamente em uma situação difícil, mas você tem que estar pronto para tudo, me parece. Claro que vamos lutar por decisão justas. O ministro do Esporte da Rússia e nossas organizações esportivas estão trabalhando com bons advogados de nível mundial na questão e estudando todos os aspectos do tópico", garantiu Putin.