27°
Máx
13°
Min

Primeira campeã do Rio-2016, norte-americana praticava tiro na escola

(Foto: Reprodução/Facebook) - Primeira campeã do Rio-2016, norte-americana praticava tiro na escola
(Foto: Reprodução/Facebook)

Virginia Thrasher, de apenas 19 anos, surpreendeu as favoritas para conquistar, neste sábado, a primeira medalha de ouro colocada em jogo no Rio-2016. A norte-americana manteve a frieza diante de personalidades como o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, e da vice primeira-ministra da China, Liu Yandong, para vencer na carabina de ar 10 metros.

A atiradora começou a atirar há apenas cinco anos, após ser levada a um estande pelo avô. Aos 14 anos, se apaixonou pelo esporte, sem qualquer influência dos pais, e passou a levá-lo a sério. Logo, passou a competir pela própria escola na qual estudava. Tinha aulas de tiro dentro do colégio e se destacou cedo.

Hoje, defende a universidade de West Virginia, onde tem bolsa para estudar. No campeonato norte-americano universitário da temporada passada, ganhou o ouro na carabina.

Não é só nos Estados Unidos, entretanto, que os jovens podem atirar desde cedo. Na carabina de ar, não usa-se balas com pólvora. Por ser uma arma de pressão, no Brasil também elas podem ser portadas por menores de idade, desde que, obviamente, com a devida orientação de adultos.