23°
Máx
12°
Min

Rafael Silva vence hondurenho e avança às oitavas de final do judô na Olimpíada

(Foto: Roberto Castro/Brasil 2016) - Rafael Silva vence hondurenho e avança às oitavas de final do judô
(Foto: Roberto Castro/Brasil 2016)

O brasileiro Rafael Silva estreou com uma fácil vitória nos jogos Olímpicos do Rio. Nesta sexta-feira, o "Baby" abriu a sua participação entre os pesos pesados (mais de 100kg), na Arena Carioca 2, superando o hondurenho Ramon Pileta, o 75º colocado no ranking mundial, por ippon.

Baby ficou muito próximo da vitória com apenas 1min13 de luta, quando aplicou um wazari em Pileta. O hondurenho ainda recebeu uma punição (shidô) com 2min25 de combate. E com 3min22, o brasileiro conseguiu o ippon, assegurando a sua vitória na estreia nos Jogos do Rio.

Agora, na próxima fase, Rafael Silva vai enfrentar o russo Renat Saidov. E em caso de novo triunfo, poderá encarar nas quartas de final o francês Teddy Riner, considerado o principal nome do judô mundial na atualidade.

Bronze nos Jogos de Londres, em 2012, Rafael Silva é a última esperança de medalha do judô brasileiro entre os homens no Rio-2016. Além disso, ele foi vice-campeão mundial em 2013 e medalhista de bronze em 2014. Ainda assim, a sua presença na Olimpíada não chegou a ser uma certeza até a convocação, pois uma lesão o afastou por longo tempo dos tatames, inclusive forçando a sua ausência nos Jogos Pan-Americanos de Toronto em 2015.

Além disso, David Moura também possuía resultados expressivo recentes, tanto que está até melhor ranqueado do que Rafael Silva - é o nono melhor do mundo entre os pesos pesados, três posições à frente de "Baby", que acabou sendo o escolhido para participar da Olimpíada.

Além de Baby, o judô brasileiro também é representado nesta sexta-feira na Olimpíada do Rio pela peso pesado Maria Suelen Altheman (mais de 78kg). Ela vai estrear diante da sul-coreana Minjeong Kim.