24°
Máx
17°
Min

Recusa de clubes pesou na definição dos jogadores com mais de 23 anos na seleção

Com a opção de escolher até três jogadores com idade acima de 23 anos, o técnico da seleção olímpica, Rogério Micale, decidiu levar dois atacantes, Neymar e Douglas Costa, e um goleiro, Fernando Prass, para os Jogos do Rio-2016. A decisão foi técnica, mas pesou também o fato de alguns clubes europeus não terem liberado seus jogadores para a Olimpíada.

Apesar de não citar nomes, Micale admitiu que "algumas circunstâncias" pesaram na definição dos três atletas "veteranos". Neymar era nome certo, após acordo da CBF com o Barcelona. Douglas Costa, do Bayern de Munique, era uma opção sempre ventilada. Mas a escolha do goleiro Fernando Prass, do Palmeiras, passou muito pela recusa do Benfica em liberar Ederson para o gol - e do PSG, que não cedeu o zagueiro Thiago Silva.

Mesmo assim, Rogério Micale demonstrou satisfação pelas suas escolhas. E não poupou em elogios a Fernando Prass. "Tem um perfil de liderança. É um jogador que tivemos muitas informações em relação ao dia a dia, ao que ele representa para o grupo. É o capitão da sua equipe, é um jogador que exerce liderança dentro do vestiário, e que atualmente no futebol brasileiro vem se destacando, que vem fazendo uma ótima campanha pelo seu clube", comentou o técnico.

Também pesou a favor do goleiro uma de suas especialidades: as defesas em cobranças de pênalti. "É um jogador que demonstrou em momentos como penalidades que está apto a realizar isso,e nós vamos disputar um torneio em que podem acontecer situações como essa. Tem essa experiência. E ele tem um perfil agregador que nós queremos para a seleção brasileira. É um jogador que quer ganhar sempre, e nós queremos isso hoje na seleção", afirmou Micale.

O treinador também comentou sobre a principal estrela do grupo, o atacante Neymar. "Hoje é um expoente técnico, é uma liderança técnica, é um jogador com perfil diferenciado, é uma qualidade indiscutível, é um dos melhores jogadores do mundo. Eu acho que qualquer treinador, de qualquer país do mundo, gostaria de contar com um jogador do perfil dele. Dentro da seleção tentamos agregar outros perfis de jogadores", ponderou o técnico.

Sobre Douglas Costa, Rogério Micale enalteceu suas qualidades ofensivas e lembrou que o jogador do Bayern "sempre manifestou o interesse" em participar dos Jogos do Rio.