23°
Máx
12°
Min

Rússia revela que Isinbayeva pediu autorização à IAAF para disputar Rio-2016

Yelena Isinbayeva parece ter mudado de ideia e pode disputar a Olimpíada do Rio ainda que seja proibida de representar a Rússia. Nesta quinta-feira, um porta-voz da Federação Russa de Atletismo (ARAF) revelou que a bicampeã olímpica do salto com vara solicitou à Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF, na sigla em inglês) para que seja incluída na lista de exceções à suspensão imposta à Rússia.

Alla Glushchenko disse à agência de notícias estatal russa TASS que Isinbayeva é uma das atletas russas que fez a solicitação à IAAF, que agora vai definir os atletas que poderão competir defendendo a bandeira do Comitê Olímpico Internacional (COI). Antes, ela havia afirmado categoricamente que só competiria no Rio-2016 se pudesse representar a Rússia.

No sábado, Vitaly Mutko, ministro do Esporte da Rússia, disse que "até 67 atletas" pediram à IAAF para serem incluídos na lista de exceções. É improvável, porém, que a entidade aprove a maioria desses competidores.

A entidade diz que pode permitir a participação no Rio-2016 a "quaisquer atletas que podem clara e convincentemente demonstrar que não estão contaminados pelo sistema russo porque estão fora do país e sujeitos a outros sistemas antidoping eficazes". Esses atletas "devem ser capazes de se inscrever para a permissão para competir em competições internacionais, e não pela Rússia, mas como um atleta neutro."

As diretrizes da IAAF sobre os russos vão se aplicar primeiro a nível continental, com o Campeonato Europeu, entre 6 e 10 de julho, em Amsterdã. Os Jogos do Rio serão entre 5 e 21 de agosto.

Isinbayeva é dona do melhor resultado do ano no salto com vara ao ar livre. Ela participou apenas de uma competição, o Campeonato Russo, vencendo com 4,90m. Assim, ela está qualificada para o Rio-2016.